Berlim

Morre urbanista alemão Albert Speer, filho do arquiteto de Hitler

Por: AFP
17/09/2017 - 11h33min

O arquiteto e urbanista alemão Albert Speer, promotor de um urbanismo "em escala humana" oposto ao de seu pai, arquiteto oficial do regime nazista, morreu aos 83 anos, em Frankfurt, na sexta-feira (15) - informou o jornal "Bild" neste domingo.

Nascido em 1934, em Berlim, Speer faleceu após ser submetido a uma cirurgia por causa de uma queda que ele havia sofrido, acrescentou o "Bild".

Primogênito de seis irmãos, ele saiu da sombra paterna, graças a seu trabalho, que o levou a criar vários projetos urbanísticos na Europa, na África e na Ásia.

Fundou seu escritório de arquitetura em 1964 e elaborou, entre outros, os planos da sede do Banco Central Europeu (BCE), em Frankfurt, de um ministério na Arábia Saudita, de vários estádios de futebol, assim como da renovação de um bairro de Xangai.

Caracterizado pela leveza, seu estilo se encontra no lado oposto de seu pai, com uma arquitetura colossal que atendia às preferências de Adolf Hitler.

"Considero as construções de mais de 400 metros de altura absolutamente dementes. Esses prédios são ineficazes e supérfluos", declarou em 2010 ao "Sueddeutsche Zeitung".

Seu pai, também Albert Speer, aderiu ao Partido Nacional-Socialista, em 1931. Projetou os prédios da Chancelaria e do estádio de Nuremberg, onde os nazistas organizavam suas grandes concentrações. Era próximo de Hitler.

Ministro do Armamento a partir de 1942, foi condenado pelo tribunal de Nuremberg a 20 anos de prisão. Libertado em 1966, reconheceu parte da responsabilidade nos crimes nazistas.

* AFP