Desencalhe de baleia jubarte viva é o primeiro dos últimos 10 anos no país, aponta instituto

O último caso teria ocorrido no ano 2000 em Ubatuba, no litoral paulista

24/08/2010 - 21h24min
Desencalhe de baleia jubarte viva é o primeiro dos últimos 10 anos no país, aponta instituto  Ronaldo Bernardi/
Mesmo que a baleia conseguisse desencalhar, era difícil saber se o animal iria sobreviver Foto: zerohora.comgaleria de fotos  

O resgate da baleia jubarte ocorrido na tarde desta terça-feira em Capão Novo, no litoral norte gaúcho, é a primeira operação realizada com sucesso nos últimos 10 anos. A informação é do Instituto Baleia Jubarte, que vem registrando aumento no número de encalhes ao longo da costa brasileira.

Segundo o veterinário e coordenador de pesquisas do instituto, Milton Marcondes, o último caso de uma baleia jubarte resgatada com vida ocorreu no ano 2000 em Ubatuba (SP). Outros casos foram em 1998 em Florianópolis e em 1992 em Saquarema (RJ).

— É muito difícil, mesmo com uma grande infraestrutura, salvar um animal como esse, que é muito grande e pesado. Já teve casos de filhotes que foram resgatados vivos, mas a gente soube depois que eles não encontraram as mães em alto-mar e acabaram morrendo — explicou o veterinário.

No caso desta terça-feira, a jubarte tinha 11 metros de comprimento e quase 25 toneladas. A estimativa é que o animal ainda não tenha atingido a idade adulta e acabou encalhando pela falta de experiência. A operação de resgate mobilizou dezenas de voluntários e integrantes de órgãos ambientais.

GRÁFICO: veja como foi o resgate da baleia



— A logística em uma operação dessas é muito complicada. Esse pessoal do Ceclimar está realmente de parabéns — ressaltou Marcondes.

Desde a manhã do último domingo, pesquisadores do Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (Ceclimar) constataram a baleia da espécie jubarte encalhada na beira da praia de Capão Novo, no Litoral Norte. Uma megaoperação foi montada para resgatar o animal. Os trabalhos foram acompanhados por milhares de pessoas, que comemoraram quando a baleia foi libertada da areia com ajuda de um barco rebocador e nadou para alto-mar.



— Também é preciso um pouco de sorte. Nesse caso de Capão Novo, a baleia ficou sustentada por um pouco de água. Quando isso não ocorre, o próprio peso comprime os órgãos e dificulta a respiração. Em 2004 teve um caso em Niterói, no Rio, que mesmo com toda a infraestrutura a baleia acabou morrendo. É uma pena que a maioria dos casos não tenha esse mesmo sucesso de hoje, nem mesmo em países com mais recursos — ponderou o coordenador de pesquisas do instituto.

Nos últimos dias, veterinários do programa de resgate do Instituto Baleia Jubarte, com sede em Caravelas, extremo sul da Bahia, tiveram quatro chamadas para resgatar animais, todos já mortos, encalhados em locais como Prado, Nova Viçosa e Corumbau. Já a equipe da Praia do Forte, litoral norte de Salvador, foi chamada para dois encalhes em menos de cinco dias, na região costeira.

Segundo registros do Instituto Baleia Jubarte, em todo o ano passado foram verificados 30 encalhes no país. Este ano já são 34 entre o Rio Grande do Sul e o Rio Grande do Norte, índices que podem superar o recorde registrado em 2007, quando foram atendidas 41 ocorrências. Os elevados números de 2010 são atribuídos ao crescimento da população dessa espécie de baleia, que vem ocorrendo na ordem de 7%.

Segundo as pesquisas, a chegada das baleias ao Brasil, principalmente à costa da Bahia, começa em julho. Nesse período elas estão em fase reprodução, até novembro, quando retornam à Antártida, onde se alimentam de krill, uma espécie de “camarão” pequeno. Uma jubarte adulta pode atingir 16 metros e pesar até 40 toneladas.

Notícias Relacionadas

24/08/2010 | 18h55

Equipes libertam baleia que ficou encalhada na beira da praia em Capão Novo

Milhares de pessoas vibraram com a cena do animal nadando em direção a alto-mar

24/08/2010 | 09h08

Prefeitura libera verba de auxílio para desencalhe de baleia no Litoral Norte

Município de Capão da Canoa arcará com cerca de R$ 1,5 mil para rebocador

24/08/2010 | 08h25

Exigência de rebocador dificulta operação para desencalhe de baleia no Litoral Norte

Proprietário da embarcação solicita que o combustível seja subsidiado para se deslocar até o local em que o animal está preso

24/08/2010 | 05h

Biológos tentarão desencalhar baleia hoje pela manhã no Litoral Norte

Cetáceo está preso em banco de areia entre os municípios de Arroio Teixeira e Capão Novo

23/08/2010 | 18h54

Biólogos tentarão usar equipamentos flutuantes para desencalhar baleia

Objetivo é tentar levantar o mamífero para colocar um equipamento com mangueiras e bombonas de ar que serão usadas para rebocá-lo para dentro do mar

23/08/2010 | 11h33

Biólogos buscam ajuda da Petrobras e dos bombeiros para desencalhar baleia

Equipe montará equipamento e a tentativa de remoção deve ser feita apenas amanhã

23/08/2010 | 08h52

Equipe de biólogos trabalha na remoção de baleia Jubarte encalhada em Capão Novo

Animal está preso em um banco de areia desde sábado

22/08/2010 | 16h37

Baleia encalhada no Litoral Norte pode estar doente, diz biólogo do Ceclimar

Apesar de não apresentar marcas externas, animal preso em banco de areia mostra fragilidade

22/08/2010 | 14h51

Baleia encalha no Litoral Norte

Animal ficou preso em um banco de areia

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.