Luto

Desenvolvimento regional e envolvimento com o esporte marcam a trajetória de Chicão Gorski

Deputado estadual pelo PP em seu primeiro mandato, Gorski faleceu em acidente de carro na madrugada deste domingo

13/11/2011 - 09h58min | Atualizada em 13/11/2011 - 18h45min
Desenvolvimento regional e envolvimento com o esporte marcam a trajetória de Chicão Gorski Assembleia Legislativa/Divulgação
Carro em que o parlamentar estava colidiu com uma árvore entre Santiago e Jaguari Foto: Assembleia Legislativa / Divulgação  

O deputado estadual pelo Partido Progressista (PP) José Francisco Gorski, que morreu em acidente de carro na madrugada deste domingo na estrada que liga Santa Maria a Santiago (BR-287), entre as cidades de Santiago e Jaguari, ficou conhecido em sua trajetória política por lutar pelo desenvolvimento regional e municipalismo.

Natural de Santiago, José Francisco Gorski, mais conhecido como Chicão, era engenheiro civil formado na Universidade Católica de Pelotas e pós-graduado em Gestão Pública. Construiu sua vida política na cidade, depois de ganhar popularidade pelo seu envolvimento com o esporte. Ex-jogador do Cruzeiro Esporte Clube de Santiago, Chicão assumiu a presidência do clube no final da década de 1970. Ao longo dos anos, ajudou a transformar o clube numa empresa, que teve importante atuação na comunidade santiaguense na formação de jogadores e na realização da maior Copa de Futebol Juvenil da América Latina, a Copa Santiago.

Em sua trajetória política na cidade, Chicão foi vice-prefeito de 1997 a 2000 e prefeito por dois mandatos, de 2001 a 2008. Sua administração foi premiada pelo Projeto Minha Casa, da Caixa Econômica Federal, ficando entre as 20 melhores práticas do país em gestão local. Também atuou como assessor parlamentar do deputado federal Luiz Carlos Heinze (PP).

Nas eleições de 2010, como candidato a deputado estadual pelo Partido Progressista (PP), Chicão obteve 43.012 votos, a maioria deles em sua região — somente em Santiago foram 20.801 votos. Em 31 de janeiro de 2011, assumiu como deputado estadual pela primeira vez e foi indicado pela bancada do Partido Progressista para presidir a Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo do Legislativo gaúcho, função que atuou até o seu falecimento.

Chicão tinha sete filhos — três homens e quatro mulheres — e era casado com Luciane da Silva, que também estava com o deputado no momento do acidente. Luciane foi levada ao Hospital de Caridade de Santiago e se encontra em estado estável.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.