Colisão em Xangri-lá

Motorista de Vectra envolvida em acidente na Estrada do Mar é presa em flagrante

Tatiele da Silva Costa, 27 anos, foi algemada no hospital Santa Luzia, em Capão da Canoa

Atualizada em 14/01/2012 | 08h3801/01/2012 | 15h11
Motorista de Vectra envolvida em acidente na Estrada do Mar é presa em flagrante Ricardo Duarte/Agencia RBS
Acidente provocou duas mortes em Xangri-lá Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS

A motorista do Vectra envolvido no acidente na Estrada do Mar em Xangri-lá foi presa em flagrante e será autuada por homicídio com dolo eventual (quando a pessoa assume o risco de matar) por dirigir alcoolizada e sem carteira de motorista, segundo o delegado de plantão da Delegacia de Polícia de Capão da Canoa, Cesar Renan Rodrigues dos Santos. Tatiele da Silva Costa, 27 anos, foi algemada no hospital Santa Luzia, em Capão da Canoa. Ela é gaúcha de Tramandaí, mora há quatro anos em Portugal, onde trabalha como modelo, e veio passar o Reveillon com a família em Tramandaí.

Segundo o delegado, o flagrante foi decretado com prova testemunhal dos policiais do Comando Rodoviário da Brigada Militar e dos médicos e funcionários da SAMU que atenderam a ocorrência.

O passageiro, Paulo Afonso da Rosa Correia Jr, de 27 anos, foi autuado por coautoria em função de ter entregado a direção a um motorista alcoolizado e sem carteira de motorista. Os dois devem ser encaminhados ao presídio de Osório. Foi solicitada pelo delegado uma escolta policial até a manifestação do juiz sobre a conduta dos suspeitos. 

Durante a tarde, o delegado foi até o hospital na intenção de colher os depoimentos dos dois. Disse que na entrada da instituição foi procurado pela advogada, que pediu que eles usassem o direito de permanecer calados e que os médicos não tinham previsão para a alta. O delegado encaminharia na noite de ontem o auto de prisão em flagrante à Justiça.

— Eles podem não falar para mim, o que não altera a situação deles. Resta saber se se manterão calados perante a Justiça — disse.

O delegado solicitou neste domingo que o médico que atendeu os feridos emitisse um laudo médico relatando se Tatieli estava embriagada. Segundo ele, o médico disse que não estava autorizado, pois o prontuário era sigiloso. Santos pediu, então, através da advogada de defesa, que um ofício atestando que ambos não têm condições físicas de prestar depoimento fosse encaminhado à delegacia. Até as 19h30min, o documento não havia sido entregue.


Procurada pela reportagem de Zero Hora, a mãe de Paulo Afonso disse estar chocada e não querer falar sobre o assunto ou se identificar. Segundo ela, o acidente foi uma "fatalidade". Ela já havia sido informada que a modelo tinha sido presa, mas disse não saber sobre a autuação do filho. Mais tarde, a advogada dos autuados disse a ZH que eles e a família não vão se pronunciar por enquanto.

O acidente ocorreu no quilômetro 30 da Estrada do Mar, em Xangri-lá, próximo ao acesso a Capão da Canoa. O Vectra com placas de Tramandaí bateu de frente contra um Prisma com placas de Gravataí. Um terceiro veículo, um táxi modelo Corsa que vinha atrás, também acabou envolvido. O taxista que dirigia o Corsa foi identificado como Ivo Ferrazzo, de 63 anos. Ele chegou a ser levado para o hospital, mas morreu durante o atendimento.

A outra vítima, a motorista do Prisma, foi identificada como Alaíde da Silva Linck, de 28 anos. Ela continuava viva quando o socorro chegou, mas, presa nas ferragens, não pode ser atendida e morreu.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.