Folhas no chão

Outono será marcado por intensa variação climática ao longo dos dias

Enquanto noites e madrugadas devem ser frias, temperaturas terão elevação ao longo do dia

20/03/2012 | 06h10
Outono será marcado por intensa variação climática ao longo dos dias Ronaldo Bernardi/Agência RBS
A queda de folhas amareladas, marca visual da estação, já é percebida em praça da Capital Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS

O outono, que se iniciou às 2h15min desta terça-feira, será marcado pela intensa variação climática. Quem faz o alerta é Estael Sias, meteorologista da Central RBS de Meteorologia. As noites e madrugadas devem ter temperaturas mais baixas, com um aquecimento à medida que avança o dia.

Veja mais:
Problemas causados pela seca marcaram o Verão
Veja a seleção de fotos de ZH que retratam o verão e vote na sua preferida


— O outono em si já é excepcional, porque é um período de transição. A gente tem extremos, pode ter calor, frio, geada, tornado, veranico. Haverá grande variação de temperatura com troca de massa de ar muito rápida — diz Estael.

A própria previsão da meteorologia, nessa época, é mais confiável quando se trata de 24 horas — no máximo 48 horas.

— É muito dinâmico. Há um risco. Se a pessoa tem um evento programado, que exige planejamento, terá de acompanhar diariamente a previsão do tempo e, a cada atualização, para ver o que vai acontecer — completou Estael.

Na primavera, como há mais tendência de chuva, normalmente é mais fácil a previsão da meteorologia. O outono, além de ser um período de transição, caracteriza-se por ser uma época de clima seco. O verão que acabou nesta madrugada foi excepcionalmente quente.

O Rio Grande do Sul teve 64% dos dias com calor intenso. A temperatura passou dos 39ºC por seis vezes e ficou igual ou superior a 40ºC duas vezes. Os dados foram colhidos de 16 estações meteorológicas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) existentes no Estado.

Foi uma estação influenciada pelo fenômeno climático La Niña, que começou a perder força ao longo do mês de fevereiro, quando a previsão era que seu fim ocorresse entre os meses de março e maio. De acordo com o estudo, ficou constatado também que a estação foi bastante seca.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.
Imprimir