Na véspera do Dia do Trabalho

Dilma e Lupi articulam definição do novo ministro do Trabalho nesta segunda-feira

Nome mais cotado é o do deputado federal fluminense Brizola Neto

Atualizada em 30/04/2012 | 11h3030/04/2012 | 10h43
O ex-ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), que pediu demissão em dezembro após uma sequência de denúncias envolvendo sua pasta, está em Brasília reunido com a presidente Dilma Rousseff nesta manhã para definir o nome de seu sucessor.

Depois de mais de quatro meses sem titular no Ministério, a presidente quer fechar o nome do novo ministro ainda nesta segunda-feira, véspera do Dia do Trabalho no país. Desde dezembro, a pasta é comandada pelo interino Paulo Roberto dos Santos Pinto.

O nome mais cotado é o do deputado federal fluminense Brizola Neto, opção que tem a preferência da presidente. A bancada do PDT, porém, defende a indicação do deputado gaúcho Vieira da Cunha ou do secretário nacional do partido, o catarinense Manoel Dias.

O Palácio do Planalto não confirma se a reunião de Lupi é com a presidente Dilma ou com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho.
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.