Reportagem visual

Titanic, 100 anos da tragédia: em gráfico, veja como o colosso afundou em menos de três horas

Do fundo do mar, Titanic ainda navega em nosso imaginário

07/04/2012 | 21h38

O Titanic nasceu como um ícone da Belle Époque europeia. Um momento no qual a humanidade acreditava que o alto desenvolvimento científico, aliado à potência do vapor e à resistência do aço, poderia levar a um progresso sem limites. Em 1912, o naufrágio do gigante concebido como um prodígio antecipava em dois anos o fim do otimismo no futuro que começara na metade do século anterior e seria sepultado definitivamente pelo morticínio da I Guerra Mundial, em 1914.

É por isso que, mesmo há cem anos no fundo mar, o Titanic ainda navega em nosso imaginário. Representa uma ferida no ego da humanidade incapaz de cicatrizar.

No gráfico abaixo, acompanhe como o colosso afundou em menos de três horas, na madrugada de 15 de abril de 1912:

 

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.