A partir das 13h30min

Entrada nas aulas da reitoria da UFRGS é retomada

Bloqueio fazia parte de movimento nacional pelo reajuste dos técnicos de universidades públicas

30/05/2012 - 07h57min | Atualizada em 30/05/2012 - 15h06min
Entrada nas aulas da reitoria da UFRGS é retomada Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
Com portões fechados pela manhã, alunos não tinham acesso às salas de aula Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS  

Por volta das 13h30min desta quarta-feira, a manifestação dos integrantes da Associação dos Servidores da UFRGS (Assufrgs), que interrompia durante a manhã a quadra da Reitoria da universidade, foi finalizada.

A categoria irá se reunir com o Ministério do Planejamento nesta quinta-feira, às 10h em Brasília. Caso as reinvidicações não sejam atendidas, a Associação promete um novo protesto para o dia 11 de julho. Proposta essa que será decidida durante uma assembleia marcada para depois da reunião com o governo federal.

A manifestação faz parte do movimento nacional dos técnicos de universidades públicas por melhores salários.

— A reivindicação nacional é do piso de três salários mínimos. Hoje, recebemos R$ 1.034, abaixo de dois salários. Desde 2007 não recebemos uma contraproposta do governo. Estamos no limite — alega a coordenadora-geral da Assufrgs, Bernadete Menezes, que lembra ainda haver um indicativo de greve dos técnicos para o dia 11 de junho.

 
Foto: Ronaldo Bernardi

Além de aumento no salário, os manifestantes pedem paridade na eleição da UFRGS, a qual ocorre ainda este ano. A ideia é dividir o peso dos votos em 40% para professores, 30% para estudantes e 30% para servidores. A previsão do pleito é de 70 % professores, 15% estudantes e 15% servidores.

Os portões trancados surpreenderam os estudantes que chegavam no início da manhã aos prédios da Reitoria. Ao depararem com o acesso bloqueado, alguns alunos já pensavam em retornar para casa.

— Os prédios estão abertos, mas nem nós nem professores temos acesso. Sei de pessoas que fariam seleção de doutorado e podem perder a oportunidade — dizia a estudante de Pedagogia, Julia Reis, de 23 anos.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.