Identificação confirmada

Corpo de professor desaparecido é encontrado no Guaíba

Vilson Reali, 54 anos, foi achado na altura da pista de skate do Parque Marinha do Brasil, na Capital

12/06/2012 | 14h38

O Instituto-geral de Perícias confirmou que o corpo encontrado na segunda-feira, preso a galhos no Guaíba, na altura da pista de skate do Parque Marinha do Brasil, em Porto Alegre, é do professor Vilson Reali, 54 anos. A identificação foi feita por testes de impressões digitais e arcada dentária. 

Foto: Arquivo pessoal

Reali estava desaparecido desde o dia 19 de maio. As causas da morte ainda estão sendo apuradas. Como o corpo estava em estado de decomposição, não é possível afirmar se havia marcas de agressão. A polícia espera o laudo de necropsia, que deve chegar em torno de 30 dias, para averiguar a hipótese de morte natural.

— Enquanto não temos o laudo de necropsia, não podemos parar de investigar um possível homicídio ou latrocínio — explica o delegado Joel Henrique Wagner, titular da 1ª Delegacia de Investigação de Homicídios e Desaparecidos.

O professor dava aulas de filosofia, história, religião e sociologia na Escola Estadual de Ensino Médio Roque Gonzales, na zona sul da Capital, e não era casado e nem tinha filhos. Na página do facebook da escola, alunos e funcionários deixam mensagens de solidariedade.

Notícias Relacionadas

Mistério na Capital 23/05/2012 | 15h52

Polícia investiga sumiço de professor de escola da zona sul de Porto Alegre

Vilson Reali foi visto pela última vez no sábado caminhando no bairro Cidade Baixa, onde mora

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.