Caso Cachoeira

CPI vota hoje convocação de Pagot e quebras de sigilo de governadores

Comissão analisa também a convocação do ex-presidente da Delta, Fernando Cavendish

14/06/2012 | 10h42

A CPI do Cachoeira vota nesta quinta-feira os pedidos de quebra de sigilos bancário, telefônico, fiscal e de mensagens eletrônicas dos governadores do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), e de Goiás, Marconi Perrillo (PSDB).

Agnelo abriu mão de seus sigilos ao depor na quarta. Perillo, que havia se negado a abrir seu sigilo durante seu depoimento na terça-feira, voltou atrás após a decisão de Agnelo. Sua decisão foi comunicada à CPI pelo líder do PSDB na Câmara, deputado Bruno Araújo (PE).

Além dos pedidos de quebra de sigilo, outros requerimentos estão na pauta da reunião administrativa da CPI. Ao todo, estão pautados hoje 248 requerimentos.

Entre os pedidos estão os que pedem a convocação do ex-presidente da empresa Delta Construções Fernando Cavendish e do ex-diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antônio Pagot.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.