PPP

Procurador pede informações sobre a ERS-010

Piratini estuda a realização da obra por meio de parceria público-privada

06/06/2012 | 21h26

O procurador-geral do Ministério Público de Contas (MP de Contas), Geraldo da Camino, enviou à Secretaria de Infraestrutura e Logística um pedido de informações sobre os estudos do governo acerca da possibilidade de construção da ERS-010 por meio de parceria público-privada (PPP).

O Piratini fez uma série de reuniões nas últimas semanas para tratar da obra rodoviária, considerada uma prioridade pelo núcleo de gestão. A Estruturadora Brasileira de Projetos (EBP), empresa de propriedade de bancos públicos e privados, enviou representantes ao Estado recentemente para discutir a elaboração de um projeto que detalhe o melhor modelo de execução da ERS-010.

A proposta da Odebrecht, feita em parceria com a Associação de Municípios da Região Metropolitana (Granpal), está sendo utilizada como ponto de partida para as projeções. A tendência do Piratini é optar pela PPP patrocinada, cuja especificidade pressupõe que uma empresa privada investirá recursos na obra e obterá retorno com a cobrança de pedágios. É provável que o Estado precise fazer aportes financeiros para cobrir o custo integral de construção da rodovia.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.