Oriente Médio

Violência leva observadores da ONU a suspenderem missão na Síria

Decisão foi anunciada, em um comunicado, pelo general norueguês Robert Mood

16/06/2012 | 10h33
Violência leva observadores da ONU a suspenderem missão na Síria Shaam News Network/AFP
Sem proteção da ONU, manifestantes contrários ao governo seguem com protestos na capital, Damasco Foto: Shaam News Network / AFP

Os observadores da ONU suspenderam suas atividades na Síria, neste sábado, devido à "intensificação da violência". A decisão foi anunciada, em um comunicado, pelo general norueguês Robert Mood, chefe da missão.

– Devido à intensificação da violência armada nestes 10 dias (...) e aos riscos, a missão de observadores da ONU (UNSMIS) suspende suas atividades. Os observadores deixarão de patrulhar até nova ordem – afirmou o comunicado do general Mood.

O documento dizia, ainda, que a ausência de vontade de governo e rebeldes em entrar em um acordo aumenta as perdas no país.

– Civis inocentes, homens, mulheres e crianças morreram todos os dias. Isso aumenta também os riscos dos observadores. Esta suspensão das atividades da ONU será reavaliada cotidianamente. As atividades serão retomadas quando a situação permitir – concluiu o comunicado.

A missão da ONU, proposta pelo mediador da ONU e da Liga Árabe, Kofi Annan, foi mobilizada na Síria no último mês de abril.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.