Reprodução e amamentação

Baleias francas são vistas na costa gaúcha próximo a Tramandaí, no Litoral Norte

Clima ameno atrai os animais ao litoral brasileiro nesta época do ano

21/07/2012 | 18h49
Baleias francas são vistas na costa gaúcha próximo a Tramandaí, no Litoral Norte Gisele Lima de Oliveira  / Arquivo Pessoal /
Segundo testemunhas, animais ficaram a cerca de 300 metros da praia em Tramandaí Foto: Gisele Lima de Oliveira / Arquivo Pessoal

O inverno no hemisfério sul afasta as baleias da Antártica em direção à costa brasileira. Por isso, nesta época do ano, é possível ver exemplares no litoral do Rio Grande do Sul. Neste sábado, por volta das 7h, duas baleias francas foram avistadas próximo à plataforma de Tramandaí, no Litoral Norte.

A presença de uma baleia fêmea adulta e um filhote é justificada por Thiago Lisboa, integrante do projeto Oceano Vivo Brasil, pelo período de reprodução e amamentação da espécie. Elas saem do sul em direção à costa brasileira para aproveitar o clima ameno e as águas calmas. A época é utilizada para que os animais pequenos ganhem gordura suficiente para retornarem ao Polo Sul.

— É época de engorda dos filhotes. Eles não podem sofrer molestação porque estão sendo amamentados. Por isso, é importante que o ambiente não esteja agitado — diz Lisboa.

Presença é considerada comum no litoral gaúcho e catarinense

Quando nascem, as baleias não têm camada de gordura sufiente para suportar o frio antártico. O leite da baleia franca tem 40% de gordura, logo, o filhote ganha peso rapidamente para, no começo do verão, retorn ao sul. Segundo Lisboa, os animais chegaram a ficar a cerca de 300 metros da beira da praia na manhã deste sábado, mas foram afujentados por um bote de pescadores — o que é considerado um erro. O diretor da ONG Centro de Conservação Cetácea, José Truda, conta que é comum os banhistas acharem que os animais tenham encalhado na costa de tão próximos eles ficam da praia.

— Se virem um bicho preto com verrugas brancas, deixem eles quietos e aproveitem, porque é uma das baleias mais ameaçadas de extinção.

Espécie foi dada como extinta na década de 70 devido à caça comercial

Truda relata que a caça comercial extinguiu boa parte da população e que, no final da década de 70, as baleias francas foram dadas como extintas no litoral brasileiro. No início dos anos 80, porém, pesquisadores encontraram alguns examplares e estimam que a população tenha caído para até 300 animais apenas.

A baleia franca mãe, vista neste sábado, é maior que o macho, medindo entre 13 e 16,5 metros e podendo pesar até 100 toneladas. O filhote tem entre 4,5 e 6 metros de comprimento e pesa entre 4 e 5 toneladas. No Brasil, elas podem ser encontradas ao longo da costa até o litoral baiano. A maior incidência ocorre em Santa Catarina, por ter águas mais calmas. No entanto, devido ao grande povoamento no local, algumas delas desviam sua rota e ficam nos limites gaúchos.

— Aqui há também muitos grupos de acasalamento. Então, é comum ver uma grande agitação na água pela presença dos machos — afirma Truda.

Estima-se que, atualmente, o litoral brasileiro tenha apenas cerca de 800 baleias desta espécie, o que representa entre 5% e 10% da população mundial que habita o hemisfério sul. Ainda assim, longe da população total que já habitou a Terra, em torno de 100 mil animais.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.