Depois do calor

Terça-feira amanhece com chuva fraca e temperaturas baixas pelo Estado

No Sul, frente fria deixa o tempo chuvoso, enquanto o Norte ainda terá sol pela manhã

03/07/2012 | 06h53
Terça-feira amanhece com chuva fraca e temperaturas baixas pelo Estado Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
O dia começou com céu fechado sobre o aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

A terça-feira começa com frio, tempo instável e bastante umidade em algumas áreas do Rio Grande do Sul.  Em outras, o tempo seco e temperaturas elevadas ainda persistem.

Na fronteira com o Uruguai, uma frente fria estacionada na região desde a tarde de ontem deve manter as temperaturas baixas e provocar chuva no Litoral Sul, na Campanha e na Fronteira Oeste ao longo de todo o dia. 

Como está o tempo na sua cidade? Envie fotos

Em Porto Alegre e nas regiões Metropolitana e Central, uma garoa fina cai em vários pontos no começo da manhã. Essa instabilidade não tem relação com a frente fria que atua na Fronteira Sul, mas é causada por nuvens muito baixas, que devem se dissipar e o sol pode aparecer antes do meio-dia. No norte e no oeste do Estado, o tempo continua seco e quente durante a manhã, mas a nebulosidade deve aumentar e a tarde deve chover a essas regiões.

Essa variedade climática, explica o meteorologista Cléo Kuhn, da Central RBS, se deve em parte à presença de uma massa de ar muito frio sobre a Argentina e outra de ar muito quente atuando no centro do Brasil. No meio desses dois sistemas, o Rio Grande do Sul estará sujeito a algumas “escaramuças” do tempo – como os ventos de até 90 km/h que atingiram Porto Alegre entre o final da noite de segunda e a madrugada de terça-feira.

 
Uma garoa caiu sobre a Capital no final da madrugada
Foto: Bruno Alencastro

O vento, segundo Cléo, foi uma decorrência do aquecimento da superfície durante a segunda-feira, quando a temperatura chegou a 31,1°C, na Capital. O ar quente, mais leve, subiu para as altas camadas da atmosfera, trocando de lugar com o ar frio, que foi empurrado em direção à superfície, provocando a ventania. Além disso, o ar frio trouxe consigo a umidade, que causou a chuva fraca ao final da madrugada.

Fim do "verão"

A virada no tempo pôs fim ao verão fora de época no Rio Grande do Sul. Depois de cinco dias seguidos com temperaturas acima ou beirando os 30°C, hoje as máximas não devem passar dos 18°C, na Metade Sul (na fronteira com o Uruguai pode ficar na faixa dos 12°C), dos 24°C, na Região Metropolitana, no Centro e Leste, e dos 26°C, no Noroeste.

Às 6h, a temperatura era de 6,5°C, em Santana do Livramento, no sul do Estado, onde cidades como Bagé, Dom Pedrito, Canguçu, Jaguarão e Quaraí registravam mínimas na faixa dos 8°C. No Noroeste, no entanto, a temperatura era de 19,1°C, em São Luiz Gonzaga, e de 18,6°C, em Santa Rosa. Na Capital, a mínima era de 14,7°C.

Acompanhe as estações meteorológicas do Grupo RBS

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.