Crise diplomática

Advogado espera "resposta formal" sobre salvo-conduto de Julian Assange

Baltasar Garzon explicou que pretende defender todos investigados do caso WikiLeaks

19/08/2012 | 13h47
 

O ex-juiz espanhol Baltasar Garzon, advogado do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, assegurou neste domingo em frente à embaixada do Equador em Londres que espera "uma resposta formal" britânica ao pedido de salvo-conduto apresentado por seu cliente para deixar o país.

– Para conseguir o salvo-conduto, a primeira coisa que precisamos é de uma resposta formal do governo britânico, estamos esperando que isso aconteça, e o passo seguinte tem que ser do governo equatoriano – disse Garzón na embaixada de Londres.

– Vamos exigir a concessão de um salvo-conduto, apoiar iniciativas da justiça que possam surgir a partir do Equador e esperar a ação do governo do Equador sobre isso – acrescentou.

Assange está há dois meses refugiado na embaixada do Equador para escapar da extradição à Suécia, onde deve responder por acusações de crimes sexuais.

Na semana passada, o Equador concedeu asilo diplomático e reivindica, por enquanto sem sucesso, um passaporte para que o australiano possa sair do país.

Garzón também explicou que sua estratégia de defesa pretende defender todos aqueles investigados no âmbito do WikiLeaks, o site que revelou milhares de documentos secretos dos Estados Unidos.

– A estratégia de defesa, obviamente, não será divulgada publicamente, mas posso dizer que o sr. Assange deu instruções para que em todos os níveis sejam defendidos os direitos do Wikileaks e de todas as pessoas sob investigação – indicou o advogado.

– Isso significa que as ações começam em pontos diferentes, em países diferentes, tanto sobre a situação financeira do Wikileaks quanto sobre os bloqueios injustificados que ocorreram – acrescentou.

Notícias Relacionadas

Crise diplomática 19/08/2012 | 10h38

Em primeira aparição em dois meses, Assange pede a Obama fim da "caça às bruxas"

Australiano não aparecia em público desde que se refugiou na embaixada equatoriana em Londres

Crise diplomática 19/08/2012 | 09h24

WikiLeaks quer garantias de que Assange não será extraditado aos EUA

Presença do australiano é exigida pelo governo da Suécia, onde Assange é acusado de crimes sexuais

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.