Violência americana

Após matar seis, atirador é "liquidado" pela polícia nos Estados Unidos

Agressor seria um homem branco com cerca de 30 anos que começou a atirar mesmo antes de entrar no templo sikh, segundo jornal

Atualizada em 05/08/2012 | 19h4905/08/2012 | 17h09
Após matar seis, atirador é "liquidado" pela polícia nos Estados Unidos Darren Hauck/AFP
Polícia descartou a presença de um segundo atirador no interior do templo Foto: Darren Hauck / AFP

atirador que matou pelo menos seis pessoas em um templo sikh neste domingo nos EUA também feriu um policial, que "respondeu ao fogo, liquidando o homem", segundo chefe da polícia de Greenfield, Brad Wentlandt. O policial descartou a presença de um segundo atirador no interior do templo, como afirmava a imprensa. Quatro pessoas foram mortas dentro do templo e outras três no exterior do prédio em Oak Creek, na região de Milwaukee, uma pequena cidade com cerca de 35 mil habitantes.

Segundo uma fonte médica, três pessoas foram levadas em estado crítico para o hospital Froedtert de Milwaukee. O Milwaukee Journal Sentinel, que cita um membro da comunidade sikh, revelou que o agressor era um homem branco com cerca de 30 anos, que começou a atirar mesmo antes de entrar no templo.

De acordo com o jornal, pelo menos 50 pessoas estavam no templo para uma oração matinal e muitas conseguiram fugir ao ouvir os tiros. O responsável pelo templo estaria entre os baleados, segundo o mesmo jornal.

Os Estados Unidos foram abalados recentemente pelo massacre do cinema em Aurora (Colorado), onde um jovem de 24 anos, James Holmes, atirou contra a multidão deixando 12 mortos e 58 feridos no dia 20 de julho, na estreia do último filme do Batman.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.