Suspeita de crime eleitoral

Polícia e MP investigam apreensão de cestas básicas que seriam usadas para compra de votos em São Lourenço do Sul

Três toneladas de alimentos sem comprovação de procedência ou notas fiscais foram encontradas em uma casa no centro da cidade

20/08/2012 | 04h31
Polícia e MP investigam apreensão de cestas básicas que seriam usadas para compra de votos em São Lourenço do Sul  Polícia Civil/Divulgação
Em uma casa, a polícia apreendeu três toneladas de alimentos Foto: Polícia Civil / Divulgação

A Polícia Civil e o Ministério Público Eleitoral (MPE) começam a investigar nesta segunda-feira um suposto crime eleitoral no município de São Lourenço do Sul, no sul do Estado.

Na sexta, três toneladas de cestas básicas sem comprovação de procedência ou notas fiscais foram encontradas pela Polícia Civil em uma casa no centro da cidade. A suspeita é de que o material seria usado para compra de votos de eleitores da área rural e bairros afastados do município, já que houve distribuição nessas localidades.

Segundo a polícia, a casa foi alugada há pelo menos dois meses por pessoas da Região Metropolitana.

— As pessoas que estavam recebendo a mercadoria disseram fazer parte de uma empresa, mas não tinham cadastro algum. As cestas eram distribuídas para as pessoas, que assinavam uma promissória, algo incomum — diz o delegado Guilherme Calderipe.

Na sexta-feira, enquanto os policiais estavam na residência, um caminhão trazendo mais mantimentos chegou ao local. Apesar de adesivos eleitorais de Porto Alegre estarem afixados no veículo, ainda não é possível confirmar o crime. As pessoas da residência e do caminhão negaram envolvimento com candidatos.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.