Em 12 horas

Quatro criminosos morrem em cercos da Brigada Militar no RS

Os incidentes ocorreram em Venâncio Aires e Sobradinho, ambos no Vale do Rio Pardo, e em Guaporé, na Serra

15/09/2012 | 09h16
Quatro criminosos morrem em cercos da Brigada Militar no RS Marcos Vivian/Divulgação
Veículo utilizado pelos bandidos em Guaporé e Serafina Corrêa ficou destruído Foto: Marcos Vivian / Divulgação
Em três diferentes ações protagonizadas pela Brigada Militar, quatro criminosos acabaram mortos no Rio Grande do Sul, entre a noite de sexta-feira e a manhã de sábado.

O primeiro incidente ocorreu na Serra. Dois homens morreram e outros dois foram presos após o roubo a um bar em Guaporé. Os quatro suspeitos do crime estavam em um Vectra, que furou uma barreira policial e colidiu contra uma Saveiro na rodovia que liga Guaporé ao vizinho município de Serafina Corrêa, a ERS-129. A colisão aconteceu em Serafina. Um homem e uma mulher que estavam na Saveiro também se feriram, mas sem gravidade.

Um dos assaltantes mortos é Diovan Bortolotti dos Santos, 21 anos, que tinha antecedentes por roubo, furto de veículo e tráfico de drogas. O outro morto não foi identificado. Os presos, conforme o Comando Regional de Policiamento Ostensivo (CRPO) da Serra, são Eduardo dos Santos de Matos, natural de Passo Fundo, e Alisson Marlon de Anselmo Cardoso, também de Passo Fundo e procurado pela Justiça. Os dois têm antecedentes por roubo. A idade dos dois não foi informada.

O assalto em Guaporé ocorreu por volta das 20h30min de sexta-feira no Bar Possamai, que fica na Avenida dos Imigrantes, no centro da cidade. Conforme a Brigada Militar, o proprietário e seu sócio foram rendidos por três homens armados, que levaram dinheiro, dois celulares e documentos. O material levado no roubo, além de quatro armas, foi encontrado no Vectra acidentado e que era conduzido pelos bandidos.

O segundo incidente aconteceu na madrugada de sábado em Venâncio Aires, no Vale do Rio Pardo. Um criminoso morreu e um PM ficou ferido após assalto. Conforme a BM, um ladrão rendeu um casal em um posto de combustíveis na RST-287 e ordenou que uma das vítimas conduzisse a moto. O refém foi libertado 15 minutos depois. O assaltante fugiu, mas foi cercado por PMs próximo ao Instituto Penal de Mariante, onde ele deveria estar cumprindo pena.

Houve troca de tiros e o criminoso, identificado como Flávio Patel, foi baleado e morto. Um dos policiais envolvidos na ação, o soldado Alanor (da guarnição de Venâncio Aires), sofreu um tiro na perna, mas passa bem. As vítimas do assalto não ficaram feridas.

O terceiro e último cerco com morte ocorreu em Sobradinho, também no Vale do Rio Pardo. Procurado por roubos em toda a região do Vale do Rio Pardo, Derli de Almeida, 38 anos, foi encontrado morto na madrugada de sábado, por volta das 3h, em Sobradinho. Almeida estava foragido do Presídio Estadual de Candelária. De acordo com a Polícia Civil, após receberem a informação de que o criminoso estava em uma casa no bairro Floresta, policiais civis e militares montaram uma ação conjunta para capturar Almeida.

Depois que a residência foi cercada, as pessoas que estavam na casa foram saindo do local, mas o foragido continuava trancado em um dos quartos. A polícia invadiu a casa, e encontrou Almeida morto com um tiro na cabeça. Ele era suspeito de cometer assaltos em residências do interior. Um homem, que costumava fazer assaltos com Almeida, foi preso, mas não teve o nome divulgado para não atrapalhar as investigações que tentam identificar outros criminosos do grupo.

Notícias Relacionadas

Fuga frustrada 15/09/2012 | 06h23

Acidente após roubo em Guaporé tem duas mortes na serra gáucha

Outros dois suspeitos foram detidos pela polícia após o acidente, na ERS-129

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.