Nova campanha

Monstrinhos da RBS voltam para falar de amor e educação

A Bruxa, a Mula Sem Cabeça, o Bicho-Papão, o Diabo e o Boi da Cara Preta formam o time da nova campanha do Grupo RBS e da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho

11/06/2013 - 05h02min
Monstrinhos da RBS voltam para falar de amor e educação Otto Desenhos/Divulgação
Mula Sem Cabeça, Boi da Cara Preta, Bicho-Papão, Diabo, Bruxa Malvada e seu filhotes são personagens da campanha O amor é a melhor herança. Educação para as crianças Foto: Otto Desenhos / Divulgação  

Uma turma muito querida e animada está de volta para falar de amor e de educação: são os monstrinhos da RBS.

Em 2003, eles e seus filhotes pediam que todo mundo protegesse as crianças dos maus-tratos, com os dizeres: "O amor é a melhor herança. Cuide das crianças". Agora, 10 anos depois, a última frase foi substituída por "Educação para as crianças". É neste clima que o Bicho-Papão, a Mula Sem Cabeça, o Diabo, a Bruxa e o Boi da Cara Preta, acompanhados de seus filhotes, inauguram a segunda fase da campanha A Educação Precisa de Respostas, do Grupo RBS e da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho (FMSS).

O lançamento oficial do projeto, com a apresentação do vídeo institucional completo, ocorrerá no Jornal do Almoço desta terça-feira, 11 de junho, com transmissão para Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os monstros vão apadrinhar temas associados à educação (veja abaixo).

As cinco "famílias" de personagens voltam renovadas para a animação gráfica nos comerciais. A ideia é estimular o debate e dar visibilidade a soluções que elevem a qualidade da Educação Básica no país, em especial no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.

— Esta segunda fase da campanha é mais uma demonstração do comprometimento da RBS com esse tema, demonstrado no ano passado com a apresentação dos nossos compromissos com a educação. Acreditamos que, ao trazer de volta personagens tão queridos, vamos engajar um público mais amplo, especialmente as crianças e os adolescentes, sem perder a consistência de conteúdo que requer esse assunto tão relevante para o desenvolvimento do nosso país — explica Nelson Sirotsky, presidente do Conselho de Administração do Grupo RBS.

A diretora-executiva de Comunicação Corporativa da RBS, Anik Suzuki, lembra que, em 2003, por meio desses personagens, a campanha conseguiu abordar um tema árduo, como a violência e o abuso infantil, de uma forma que pôde ser discutido pelas famílias e serviu de alerta.

— Queremos que esta mesma linguagem lúdica nos ajude agora a mostrar que a educação é um ato de amor — afirma Anik Suzuki.

A bandeira institucional é uma forma de colocar em prática os seis compromissos ligados à educação que o Grupo RBS assumiu no ano passado. Entre eles, divulgar temas relacionados ao ensino com foco prioritário no interesse dos estudantes, valorizar a escola como centro de saber, dar visibilidade aos indicadores de qualidade da educação, especialmente às avaliações das escolas, defender a valorização dos profissionais do ensino e mobilizar a sociedade para participar ativamente, estimulando os pais a se tornarem agentes fiscalizadores da qualidade da aprendizagem.

O último compromisso trata de destacar e premiar iniciativas inovadoras e positivas de ensino. Para isso, foi criado o Prêmio RBS de Educação. O concurso vai premiar as melhores ações de apoio à leitura, de pessoas que fazem uma mediação interessante entre o leitor e o texto.

Para Eduardo Sirotsky Melzer, presidente-executivo do Grupo RBS, uma empresa como a RBS tem, além de um projeto empresarial comprometido com o crescimento, a responsabilidade de estar ao lado de seus públicos nas causas que são fundamentais e que possibilitem mais oportunidades para todos:

— A educação abre as portas para um mundo de inovação e conhecimento e é o que faz diferença e dá condições de realização na vida das pessoas. Com os monstrinhos, queremos conquistar a adesão da comunidade para essa bandeira.

Quem assina a campanha dos Monstrinhos é a agência DM9Sul, que contou com a participação do publicitário Marcelo Pires, criador da campanha "O amor é a melhor herança. Cuide das crianças", de 2003. A Otto é a produtora de vídeo, e a Fon Fon é a produtora de áudio.

Os seis compromissos do Grupo RBS

1) Divulgar temas relacionados ao ensino com foco prioritário no interesse dos estudantes.

2) Valorizar a escola como centro de saber e espaço para o desenvolvimento individual e coletivo dos alunos.

3) Dar visibilidade aos indicadores de qualidade da educação, especialmente às avaliações das escolas.

4) Defender a valorização dos profissionais do ensino.

5) Mobilizar a sociedade para participar ativamente no processo educacional, estimulando os pais a se tornarem agentes fiscalizadores da qualidade da aprendizagem.

6) Destacar e premiar iniciativas inovadoras e positivas de ensino, para que sirvam como referência de qualificação.

Temas da campanha

> Os 5 monstrinhos — Educação para as crianças

3,6 milhões de crianças entre quatro e cinco anos e jovens entre 15 e 17 anos não frequentam a escola no Brasil. Só teremos o país desenvolvido que se sonha quando todas as crianças estudarem e aprenderem. A educação é importante porque faz a economia do país crescer. Quanto maior a escolaridade, mais chances a pessoa tem de crescer ao longo da vida, maior será a renda, a independência financeira e a perspectiva no mercado de trabalho.

> Bicho-Papão — Toda criança na escola

Está previsto na Constituição que todas as crianças e os jovens de quatro a 17 anos devem estar na escola até 2016. Estudos mostram que quem faz uma boa pré-escola tem 38% a mais de chances de concluir o Ensino Médio. Nesta fase da campanha, serão abordados temas como a importância da escola e os efeitos positivos que a educação tem sobre o desenvolvimento sustentado do país.

> Mula Sem Cabeça — O papel dos pais na educação

A presença dos pais é decisiva no desempenho dos filhos. Além de acompanhar a rotina de estudos em casa, é preciso ter um diálogo com a instituição de ensino, conhecendo o desempenho da escola nos principais indicadores de qualidade. Não basta frequentar aulas, o aluno tem de aprender, e cabe aos pais acompanhar a qualidade do aprendizado.

> Boi da Cara Preta — Os professores e o espaço da escola

Tema focado na valorização e na importância de qualificar um dos principais pilares do ensino: o professor. É preocupante que apenas 2% dos jovens que concluem o Ensino Médio queiram ser professores. A proposta é estimular a criação de mecanismos para tornar a carreira do magistério um objeto de desejo da juventude. Também será destacado o papel da escola como centro de saber e espaço para o desenvolvimento.

> Bruxa — Educação, compromisso de todos

A educação é um compromisso de cada um. A bruxa quer mobilizar a sociedade para participar do processo educacional, estimulando os pais a se tornarem agentes fiscalizadores da qualidade da aprendizagem, assim como o aperfeiçoamento da gestão e da governança da educação no Brasil.

Fontes: Priscila Cruz, diretora do movimento Todos pela Educação, e Mozart Neves Ramos, membro do Conselho Nacional de Educação (CNE)

Editorial

A melhor herança

Ao recorrer aos monstrinhos para lançar a segunda fase de sua bandeira institucional de 2012/2013, A Educação Precisa de Respostas, o Grupo RBS e a Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho buscam o apoio dos emblemáticos personagens para chamar a atenção dos estudantes, de seus familiares e das comunidades gaúcha e catarinense para experiências exitosas de ensino nos dois Estados do extremo Sul. Existem respostas, sim. E elas não dependem apenas dos governos, dos planos oficiais e dos recursos sempre escassos. Estão sendo dadas diariamente nas salas de aula por profissionais inquietos, criativos e comprometidos com a missão de ensinar. Estão sendo dadas nos lares por pais e mães responsáveis e interessados na formação de suas crianças. Estão sendo dadas, também, por organizações sociais, empresas e indivíduos que reconhecem a educação como pré-requisito essencial para o desenvolvimento do país. E estão sendo dadas por alunos conscientes, que se esforçam para cumprir suas obrigações escolares.

São exemplos assim que a RBS, por meio de seus veículos e de seus comunicadores, pretende multiplicar pelo universo escolar de nossos Estados. Dez anos depois de emocionar adultos e crianças com mensagens sensíveis contra os maus-tratos à infância, os monstrinhos retornam com novo visual e com seus filhotes para lembrar que o amor continua sendo a melhor herança, agora com um complemento ainda mais significativo: "Educação para as crianças".

Caberá a eles, na linguagem que todos entendem, encaminhar o debate de temas baseados nas cinco metas do movimento Todos pela Educação, que busca qualificar o ensino no país. E caberá a cada um de nós, cidadãos, contribuir para que todos os brasileiros entre quatro e 17 anos estejam na escola, para que as crianças se alfabetizem na idade certa, para que os alunos recebam aprendizado adequado às suas séries, para que os jovens concluam a Educação Básica na idade correta e para que os investimentos em educação sejam ampliados e bem geridos.

É com esse propósito, também, que o Prêmio RBS de Educação vai destacar as melhores práticas de professores e educadores sociais para a melhoria da qualidade da educação no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.

 

Onde encontrar mais detalhes da campanha

No Facebook, em www.facebook.com/MonstrinhosRBS

No Twitter, em @MonstrinhosRBS

Pelo site www.monstrinhosrbs.com.br

 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.