Investigação

Mulher reforça versão para explicar assassinato em Caxias do Sul

Jovem de 18 anos teria matado psicólogo para se vingar de reação a tentativa de assalto

26/09/2013 | 16h25
Mulher reforça versão para explicar assassinato em Caxias do Sul Polícia Civil/Divulgação
Monza usado no crime foi apreendido na quarta-feira em CRVA e será periciado Foto: Polícia Civil / Divulgação

As duas mulheres testemunhas do assassinato do psicólogo Samuel Eggs, 24 anos, estão prestando depoimento nesta tarde no 2º Distrito Policial, em Caxias do Sul. No começo da madrugada do crime, no dia 13 deste mês, elas acompanhavam os dois rapazes que agora estão presos temporariamente como suspeitos de matar Samuel. À polícia, uma das mulheres teria confirmado que o psicólogo foi baleado após reagir a uma tentativa de assalto cometida por um dos jovens.

Por essa versão, os dois casais estavam dentro de um Monza bordô estacionado na Rua Henrique Dias, no bairro Rio Branco. Ao ver Samuel deixar duas amigas em um prédio daquela rua e sair caminhando, um dos rapazes, de 18 anos, teria decidido assaltá-lo na "mão grande", ou seja, sem usar arma. Ao ser abordado, o psicólogo, que lutava kung-fu, teria reagido e nocauteado o jovem. Depois disso, Samuel, que não teria visto que o jovem estava com mais pessoas, continuou caminhando em direção à Rua Tronca.

Indignado com a reação do psicólogo, o rapaz teria entrado no Monza, decidido a se vingar. Com o carro, o grupo deu a volta na quadra e retornou à Henrique Dias. O jovem agredido então teria pegado um revólver dentro do veículo e disparado contra Samuel, que morreu no local.

Apreendido na quarta-feira, o Monza está recolhido para perícia. Policiais o localizaram em um Centro de Registro de Veículos Automotores (CRVA), onde o jovem de 18 anos foi preso. Aos agentes, o suspeito disse que pretendia vistoriar o carro para repassá-lo ao outro suspeito, de 25 anos. No entanto, há suspeita de que a dupla pretendia adulterar o Monza para evitar que ele fosse identificado. Na noite do crime, uma testemunha avistou o veículo, flagrado pela câmera de uma faculdade, rodando na Rua Augusto Pestana, na Estação Férrea.

Notícias Relacionadas

Crime na Serra 26/09/2013 | 01h29

Presos dois suspeitos do assassinato de psicólogo em Caxias do Sul

Polícia Civil não divulgou as identidades; carro que teria sido usado no crime foi apreendido

Investigação 24/09/2013 | 18h27

Polícia divulga imagens de Monza que teria sido usado na execução de psicólogo em Caxias do Sul

Autores do crimes ainda não foram identificados

Homenagem 23/09/2013 | 19h47

Amigos e familiares de psicólogo assassinado em Caxias do Sul participam de missa nesta segunda

Cerca de 200 pessoas acompanharam a celebração

Polícia 17/09/2013 | 09h02

Falta de imagens dificulta investigação de assassinato de psicólogo em Caxias do Sul

Na Estação Férrea, de onde Samuel Eggers saiu com amigas há câmeras, mas a polícia não requisitou filmagens

Comoção 13/09/2013 | 17h34

'Eu tenho que viver a minha dor', desabafa pai de jovem assassinado na madrugada desta sexta em Caxias do Sul

Cerimônia de cremação do corpo de Samuel Eggers, 24, ocorre às 19h desta sexta no Memorial São José

Homicídio 13/09/2013 | 06h51

Jovem é morto a tiro na madrugada desta sexta-feira, em Caxias do Sul

Samuel Eggers, 24, foi atingido na Rua Tronca por ocupante de um Monza

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.