Há 20 anos

Saiba quem são os presos na operação da PF em Triunfo

Prefeitura e Câmara de Vereadores estão entre os alvos das buscas e apreensões que ocorrem em 40 locais

11/12/2013 - 11h16min | Atualizada em 11/12/2013 - 21h19min
Saiba quem são os presos na operação da PF em Triunfo Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS  

Os presos da Operação TR-01, da Polícia Federal, são o ex-prefeito pelo PDT José Ezequiel Meireles, o irmão dele e atual secretário de Mobilidade Urbana, João Luiz Meireles de Souza, a mulher de João Luiz e atual secretária de Meio Ambiente, Simone Bombassaro, o ex-vereador Juvandir Leotte Pinheiro (PP), e uma funcionária da Câmara, contadora do Legislativo.

Leia mais
"A população é refém dessas pessoas", diz juiz que decretou prisões
PF prende secretários e ex-prefeito de Triunfo em operação

Pinheiro foi prefeito interino de Triunfo entre fevereiro e abril deste ano e era presidente da Câmara de Vereadores até ser cassado por crime eleitoral, há duas semanas. Simone era chefe de gabinete do prefeito e assumiu a secretaria de Meio Ambiente há cerca de 15 dias.

O procurador do município, Jaime Garcia, informou que a prefeitura recebeu ordem judicial para afastamento dos dois secretários e de outros servidores do Executivo. Segundo Garcia, não houve buscas no gabinete do atual prefeito, Mauro Poeta (PMDB).  

A PF segue fazendo buscas em Triunfo. Zero Hora tentou contato com os supeitos presos, mas ainda não obteve retorno.

PF investiga crime eleitoral e corrupção em Triunfo

A Polícia Federal (PF) realiza uma operação para investigação de crimes eleitorais em Triunfo, na Região Carbonífera. A Prefeitura municipal e a Câmara de Vereadores estão entre os locais em que os federais fazem buscas e apreensões.

Foram presos dois secretários municipais e um ex-prefeito do município.Também ocorrem buscas no escritório de uma construtora cujos sócios são investigados.

A OperaçãoTR-01 combate crimes eleitorais e de corrupção em Triunfo. A quadrilha agia, segundo a PF, na administração municipal há 20 anos. Cerca de 150 policiais federais cumprem 5 mandados de prisão, 6 de condução coercitiva, 40 mandados de busca em Triunfo e Porto Alegre, além de 26 ordens judiciais de afastamento cautelar e proibição de ocupação de cargo público.


Veja movimentação em frente à prefeitura de Triunfo

A quadrilha atuaria na alternância de poder naquela cidade utilizando práticas como compra de votos, nepotismo cruzado, cotização e diversas fraudes.

A quadrilha, conforme a investigação, usava cargos públicos e eleitorais para manter o poder e comprar votos por meio de terceirizações e outras práticas criminosas. Dentre os crimes apurados, verificou-se Corrupção Eleitoral, Falsidade Ideológica e Documental Para Fins Eleitorais, Formação de Quadrilha, Fraude em Licitação e Peculato.

 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.