Coração do comando

Humberto Trezzi: Mais próximo da Fronteira

Colunista de segurança de Zero Hora analisa mudança operacional do Exército para Santa Maria

28/02/2014 | 06h09
Humberto Trezzi: Mais próximo da Fronteira Fernanda Ramos/especial
Exército construirá o seu maior quartel da região em Santa Maria, com alta tecnologia em simuladores para treinar até 1,5 mil militares Foto: Fernanda Ramos / especial

Muitos gaúchos podem estranhar a decisão do Exército em mover seu núcleo operacional para Santa Maria. O costume, aqui e na maioria dos países, é a concentração de tropas nas capitais. Mas, do ponto de vista geopolítico, há muitas razões para que a região central do Estado passe a ter mais importância entre os fardados. A primeira e mais decisiva é que é lá que as coisas preponderam no Sul, em se tratando da caserna.

Santa Maria já reúne a maior concentração de militares no sul do Brasil, se incluirmos aí a importante base aérea daquela cidade. Em termos de Exército, é lá que fica o Centro de Instrução de Blindados, onde pilotos de carros de combate e transporte de tropas aprendem seu ofício — e um parque regional de manutenção, onde são consertados veículos desse tipo oriundos de todo o país. A cidade vai sediar também uma unidade da Krauss-Maffei Wegmann (KMW), empresa alemã de defesa. Ela realizará a manutenção dos 220 tanques Leopard 1A5 comprados pelas Forças Armadas e, no futuro, fabricará blindados. A indústria começou a ser construída há 14 dias e deve ficar pronta em seis meses, tocada por cem operários. Deve empregar 50 pessoas. Nesta quinta-feira, o município recebeu a visita de executivos da fábrica de jipes e utilitários de uso civil e militar Honker, da Polônia, interessada em se instalar.

Não por acaso fica em Rosário do Sul, a cem quilômetros de Santa Maria, o maior esquadrão, no Brasil, dos poderosos carros de combate Leopard 1A1 (capazes de disparar a 65 km/h, à noite, com precisão contra alvos a quatro quilômetros de distância). Até por isso os vizinhos santa-marienses foram escolhidos para instruir o uso de blindados (que o povo costuma chamar de "tanques de guerra").

Santa Maria fica mais próximo da Fronteira e essa é, talvez, a principal razão para ganhar força em relação à Capital. O Plano Estratégico de Fronteiras é a atual "Bíblia" a guiar o Exército — e ele prevê reforço em áreas próximas aos países vizinhos, em detrimento das zonas litorâneas. É o velho temor de invasões, seja de tropas regulares ou guerrilhas. Por isso a mudança.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.