Em evento estudantil

Prédio desaba e mata 10 pessoas na Coreia do Sul

Segundo equipes de resgate, há 50 presos nos escombros e 73 feridos, 15 deles em estado grave

17/02/2014 | 19h15
Prédio desaba e mata 10 pessoas na Coreia do Sul YONHAP/AFP
Equipes de bombeiros e paramédicos fazem o resgate no local do desabamento. Teto caiu na frente, próximo do palco, disseram estudantes Foto: YONHAP / AFP

Dez estudantes morreram e pelo menos 14 ainda estão soterrados depois de um desabamento de um auditório nesta segunda-feira, depois de uma forte nevasca na cidade sul-coreana de Gyeongju, segundo equipes de resgate.

Cerca de 450 estudantes participavam de um evento no local quando o teto do edifício desabou, por volta das 21h15 locais (09h15 de Brasília).

Mais cedo, o número de pessoas presas entre os escombros chegava a 50.

Nove mortos eram estudantes, e o décimo foi apontado como um dos organizadores do evento. Três estudantes e 11 organizadores continuavam desaparecidos, segundo a Polícia.

Um porta-voz do corpo de bombeiros local informou à AFP por telefone que 73 pessoas tinham ficado feridas, sendo quinze delas em estado grave.

De acordo com a agência de notícias Yonhap, a Polícia acredita que o número de vítimas aumentará durante a noite, mesmo que 400 socorristas estejam no local para tentar salvar os alunos.

O desabamento foi causado aparentemente pelo acúmulo de neve no telhado.

Polícia vai abrir investigação

— O teto desabou na frente, perto do palco — declarou um aluno à rede de televisão YTN.

— Então começou a confusão e todos começaram a correr para as saídas, gritando — acrescentou.

Fotos da Yonhap mostravam alunos feridos sendo retirados do local em macas.

O auditório é parte do Mauna Ocean Resort, que sediava um evento de orientação de calouros para cerca de 1.000 alunos de um colégio de língua estrangeira na cidade de Busan, no sul.

O resort está localizado em uma área atingida por uma nevasca excepcionalmente forte, com 50 centímetros de neve caindo na última semana.

Os bombeiros informaram à Yonhap que tiveram dificuldades para chegar ao resort, localizado no alto de uma montanha, devido a uma forte nevasca.

A agência indicou que a polícia vai abrir uma investigação assim que a operação de resgate for concluída.

Segundo a Yonhap, o inquérito vai tentar estabelecer se o excesso de neve tinha sido retirado do topo do auditório e se a estrutura do prédio respeitava os parâmetros necessários de segurança.

Gyeongju é uma cidade que atrai muitos turistas, principalmente por sua arquitetura histórica.

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.