Coração do comando

Reestruturação do Exército deverá levar base dos quartéis de Porto Alegre para Santa Maria

Comando Militar do Sul, responsável por tropas dos três Estados do Sul, mantém sede na Capital

28/02/2014 | 06h07
Reestruturação do Exército deverá levar base dos quartéis de Porto Alegre para Santa Maria Fernanda Ramos/especial
Exército construirá o seu maior quartel da região em Santa Maria, com alta tecnologia em simuladores para treinar até 1,5 mil militares Foto: Fernanda Ramos / especial

A partir de uma reestruturação dentro do Exército, Santa Maria vai virar o coração do cenário militar no Rio Grande do Sul. Neste ano, o comando dos quartéis sediados no Estado será transferido para o município onde fica a 3ª Divisão de Exército (DE). Já o Comando Militar do Sul, responsável pelas tropas dos três Estados do Sul, mantém sede na Capital — uma espécie de cérebro do aparato castrense.

Leia mais:
Humberto Trezzi: Mais próximo da Fronteira

Também reforça o protagonismo da cidade o Centro de Adestramento e Avaliação-Sul (CAA-Sul), para simulação de combates em blindados, com início das obras previsto para 2015. A 6ª DE, em Porto Alegre, está sendo desativada com o objetivo de racionalizar o emprego de pessoal, material e recursos. Os militares serão realocados em outras unidades. A 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, de Bagé, e a 8ª Brigada de Infantaria Motorizada, de Pelotas, que respondiam à 6ª DE, vão passar a se reportar à 3ª DE. Também conhecida como Divisão Encouraçada, por causa da forte presença de blindados, a 3ª DE conta com duas brigadas de Cavalaria Mecanizada (Santiago e Uruguaiana), a 6ª Brigada de Infantaria Blindada (Santa Maria) e a Artilharia Divisionária (Cruz Alta). São mais de 15 mil militares. Com a troca de comando, passará a congregar mais de 20 mil.

São inúmeros os motivos que impulsionaram a troca. Santa Maria está no centro do Estado, fica mais próxima de diversos quartéis do que Porto Alegre (Uruguaiana, Santana do Livramento e Bagé, por exemplo), abriga a base aérea, tem universidades que fomentam a pesquisa e fornecem tecnologia, dispõe de duas organizações para a manutenção de blindados (Parque Regional de Manutenção 3 e 4º Batalhão Logístico) e apresenta o segundo maior efetivo militar do país. Além disso, a cidade receberá o primeiro de quatro centros brasileiros de treinamento com simuladores previstos no Sistema de Adestramento e Avaliação do Exército.

Previsto para operar em 2018, o CAA-Sul deve começar a ser erguido no ano que vem — o prédio do Simulador de Apoio de Fogo já está em construção. Em uma década, poderá receber 1,5 mil militares por dia — o foco do centro será a capacitação de tropas embarcadas (em blindados). Com investimento de R$ 500 milhões em mais de 30 prédios, se tornará o maior quartel na região.

— É uma grande oportunidade de negócios para a cidade. Empresas estrangeiras que detêm a tecnologia querem se instalar aqui. Várias já estão nos contatando. É também uma oportunidade de absorver mão de obra especializada — diz o coronel Giovany Carrião, gerente do projeto.

AS TRANSFORMAÇÕES

A transferência de comando

* A 3ª Divisão de Exército (Santa Maria), a 5ª Divisão de Exército (Curitiba, no Paraná) e a 6ª Divisão de Exército (Porto Alegre) integram o Comando Militar do Sul. Ao longo de 2014, o comando dos militares dos quartéis sediados no Rio Grande do Sul será transferido para Santa Maria.

* Com a desativação do comando da 6ª DE, a 3ª DE será a única no RS. Ela assume a orientação das atividades da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (Bagé) e a 8ª Brigada de Infantaria Motorizada (Pelotas), que respondiam à Capital.

* A 3ª DE conta com duas brigadas de Cavalaria Mecanizada (Santiago e Uruguaiana), a 6ª Brigada de Infantaria Blindada (Santa Maria) e a Artilharia Divisionária (Cruz Alta).

* São mais de 15 mil militares. Com a transferência de comando, serão mais de 20 mil homens.

O Centro de Adestramento e Avaliação-Sul (CAA-Sul)

* Em 2015, começará a ser construído, em Santa Maria, o Centro de Adestramento e Avaliação-Sul (CAA-Sul), o primeiro de quatro centros de treinamento simulado que o país deve ter.

* Poucos países já têm centros de treinamento desse tipo, e Santa Maria terá o primeiro da América Latina. A primeira fase deve começar a funcionar em 2018. Em 2025, quando estiver concluído, o CAA-Sul poderá recepcionar até 1,5 mil militares em treinamento.

* O novo quartel da cidade será o maior do Exército na região, com efetivo de 800 a mil militares.

* O Ministério da Defesa aplicará aproximadamente R$ 500 milhões na construção de mais de 30 prédios e na compra de equipamentos de tecnologia de ponta de diferentes países.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.