Vera Cruz

Cadela enterrada viva se recupera bem, mas Polícia não tem suspeitos do crime

Vaquinha online para ajudar no tratamento de Bela já arrecadou mais de R$ 8 mil

Atualizada em 13/03/2014 | 22h3713/03/2014 | 11h38
Cadela enterrada viva se recupera bem, mas Polícia não tem suspeitos do crime Divulgação/Associação Mãos e Patas
Bela, como foi batizada, já come sozinha, começa a se arrastar e deve passar por cirurgia no olho Foto: Divulgação / Associação Mãos e Patas

A cadela Bela, que foi enterrada viva, apenas com a cabeça para fora da terra por dois dias, em Vera Cruz, demonstra pequenos e importantes sinais de recuperação. Enquanto o animal volta a comer sozinho, consegue levantar o corpo e se arrastar, embora ainda não caminhe, a polícia segue sem saber quem é o responsável pelos maus-tratos.

> Veja o vídeo do resgate da cadela feito pelos Bombeiros

De acordo com a delegada Ana Luísa Aita Pippi, fora o fato de não saber se a cadela tinha donos ou não, o local onde ela foi enterrada — atrás de uma caixa d’água, em um loteamento ainda desabitado — dificulta a localização de testemunhas.

— Não foi deixado nenhum vestígio e não temos nenhuma pista. Até recebemos informações, mas checamos todas e nenhuma era verdadeira — afirma Ana.

Há apenas dois caminhos pelos quais a delegada espera chegar aos criminosos. O primeiro é por meio de informações de moradores, sobre possíveis donos do animal ou alguém que tenha visto alguma atitude suspeita. Quem puder ajudar pode ligar para a delegacia no (51) 3718-1137. A última opção da polícia é esperar a Bela se recuperar e, ao ser libertada, ver se ela mesmo aponta algum caminho de onde morava.

Veja imagens da recuperação da bela na clínica veterinária:



As boas notícias ficam por conta da recuperação da cadela e da caridade das pessoas. A vaquinha online criada há dois dias já atingiu 342% do valor esperado, arrecadando mais de R$ 8 mil. De início, a Associação Mãos e Patas, de Vera Cruz, pediu R$ 2.350 para custear o tratamento do animal (para contribuir com a vaquinha clique aqui).

— Não esperávamos tanta comoção. Com certeza a Bela vai receber o melhor tratamento e ainda vai sobrar verba para investirmos em outros projetos da associação — afirma a voluntária da Mãos e Patas, Lisiane Oliveira Moraes.

A cadela deve ficar, pelo menos, mais um mês internada. Assim que se recuperar de uma anemia, das infecções e tiver mais forte, ela deve passar por uma cirurgia para remover o olho direito, que foi afetado por uma miíase (doença também chamada de bicheira que é causada pela invasão do tecido cutâneo por larvas de moscas).

— Ela demonstra sinais de melhoras a cada dia, é muito emocionante — conta a veterinária Juliana Sauerssig.

Já há uma lista de interessados em adotar a Bela. A associação tem anotado os nomes e, quando a cadela tiver alta, fará uma triagem, priorizando as melhores condições e pessoas que morem em ou perto de Vera Cruz, para definir quem será o novo dono.

Interessados em ajudar com doações ou em adotar a Bela podem entrar em contato com Associação Mãos e Patas pelos telefones (51) 9995-2033 ou 9715-4035.

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.