Santa Catarina

Filho do prefeito de Santa Rosa segue com paradeiro desconhecido

Cristiano Alcides Vicini foi visto pela última vez em 29 de janeiro, em Balneário Camboriú

06/03/2014 | 15h53
Filho do prefeito de Santa Rosa segue com paradeiro desconhecido Reprodução/SOS Desaparecidos
Foto: Reprodução / SOS Desaparecidos

A família e a polícia seguem sem saber notícias do paradeiro do filho do prefeito de Santa Rosa, Cristiano Alcides Vicini, 36 anos, desaparecido desde 29 de janeiro, em Balneário Camboriú, Santa Catarina. A única pista concreta até agora veio de imagens de câmeras de vigilância de uma lotérica no município de Itajaí, mas Cristiano não foi encontrado no município.

Conforme o Major Marcus Roberto Claudino, do programa SOS Desaparecidos, da Polícia Militar catarinense, nenhuma pista surgiu nos últimos dias. O Major afirma ainda que não foram encontrados indícios de crime até o momento, como assassinato ou suicídio do empresário, que já teve problemas com drogas.

A principal linha de investigação segue sendo a de viagem espontânea, já que o rapaz tem amigos no exterior.

– Ele tinha R$ 2 mil em espécie e foi visto pela última vez na rodoviária de Balneário Camboriú. Mas essa ainda é uma hipótese, não confirmamos nada, e também na há registro de saída do país – afirma Claudino.

A investigação do caso é feita por duas frentes na polícia catarinense. Uma comandada pela Divisão de Investigação Criminal da Polícia Civil de Balneário Camboriú e outra pelo SOS Desaparecidos. O caso também conta com o apoio de uma equipe da Polícia Civil de Santa Rosa, a mesma que localizou o paradeiro de Cristiano em 2012.

– Estamos fazendo o máximo que nos cabe. Mas o fato é que ainda não localizamos o rapaz – afirma o delegado gaúcho Ubirijara Daniel Diehl Júnior.

O pai de Cristiano, o prefeito de Santa Rosa, Alcides Vicini (PP), está de licença do cargo desde o dia 21 de fevereiro. Ele e a esposa estão no apartamento do casal, em Balneário Camboriú, onde acompanham as investigações.

O prefeito deve voltar na sexta-feira, dia 8, para Santa Rosa, para uma reunião com o secretariado na qual definirá se continua de licença ou retoma ao trabalho.

– Ele e a família estão muito abalados ainda e ansiosos por notícias. Até o momento, não sabemos de nada. Isso está corroendo a família – afirma o assessor de imprensa do prefeito, Jorge Viana.

Entenda o caso

Cristiano Alcides Vicini foi visto pela última vez no dia 29 de janeiro quando saiu do apartamento da família para fazer compras. Ele usou o serviço de um mototáxi para ser conduzido até a rodoviária de Balneário Camboriú. A polícia localizou o motociclista que fez a corrida e confirmou a história.

Antes de desaparecer, o rapaz deixou um bilhete aos familiares, mas sem nenhuma pista de onde poderia ir. A família segue monitorando a conta dele e, desde que sumiu, nenhum saque foi feito.

Em 2012, nas últimas eleições, Cristiano chegou a ficar desaparecido por quatro dias, mas estava com o próprio carro e logo foi encontrado em um hotel de Itajaí.

Qualquer informação sobre o paradeiro de Cristiano Alcides Vicini, pode ser repassada à Policia Civil de Santa Rosa, pelo telefone (55) 3512-5911 ou com o assessor de imprensa Jorge Viana (55) 9959-5008 ou pelo contato da polícia catarinense nos telefones (47) 3363-6851 ou pelo (48) 3229-6715.

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.