Calma na hora

"Fizemos o que a polícia manda e não reagimos", diz Manuela D'Ávila após assalto na Capital

Deputada federal e o marido, o músico Duca Leindecker, tiveram o carro roubado na noite de domingo no bairro Mont'Serrat

10/03/2014 | 11h54
"Fizemos o que a polícia manda e não reagimos", diz Manuela D'Ávila após assalto na Capital Facebook/Reprodução
Ela estava na carona de um Peugeot 308, do músico Duca Leindecker, que foi levado por dois criminosos armados Foto: Facebook / Reprodução

Na mira de um revólver quando chegava em casa com o marido na noite do último domingo no bairro Mont'Serrat, em Porto Alegre, a deputada federal Manuela D'Ávila (PCdoB) conseguiu manter a calma, não fez movimentos bruscos e escapou ilesa de um assalto na Rua Freire Alemão. Eram 21h50min.

Manuela D'Ávila e Duca Leindecker são assaltados em Porto Alegre
Após assalto na Capital, deputada cancela viagem a Brasília
Aplicativo mostra os locais mais visados pelos criminosos

Ela estava na carona de um Peugeot 3008, do músico Duca Leindecker, que foi levado por dois criminosos armados. O roubo aconteceu na garagem do prédio onde o casal mora. Segundo a 8ª Delegacia de Polícia da Capital, onde a ocorrência foi registrada, os homens estavam a pé e levaram o celular e o automóvel do músico, um Peugeot 3008 branco.

– É mais um assalto. Outras pessoas passaram por isso também. Eu estou bem, não reagi, acho que isso é o importante. Fizemos o que a polícia manda e não reagimos, tivemos calma. Está tudo bem, estamos vivos, não quero valorizar tanto isso – afirmou a deputada a Zero Hora.

Ela e o marido relataram à polícia que a dupla é de cor parda, mas eles não gravaram a fisionomia dos criminosos. Pelo Twitter, a deputada se manifestou na manhã desta segunda-feira e informou que teve de cancelar a ida para a reunião da executiva nacional do PCdoB em Brasília.

O delegado Alexandre Vieira, da 9ª DP, investiga uma possível ligação dos assaltantes com quadrilhas de roubo de veículos da Região Metropolitana. Manuela não teve nenhum pertence levado e ninguém ficou ferido na ação. O Peugeot 3008 ainda não foi localizado.

– Estamos averiguando se há câmeras de vigilância na rua. O que tem ocorrido é que nos bairros da 8ª DP (Rio Branco), 4ª DP (Navegantes) e 9ª DP (Passo D'Areia), quadrilhas de Canoas, Esteio e Sapucaia do Sul vêm agindo. Elas atacam quase sempre quando as vítimas estão entrando ou saindo de casa – salientou Vieira.

Conforme o mapa do roubo e furto de carros na Capital, desenvolvido por Zero Hora, a Rua Freire Alemão teve sete roubos de veículos em 2013. O bairro Mont'Serrat aparece com 48 ocorrências. O local mais visado, de acordo com os dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP), foi o Floresta, com 229 roubos e furtos.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.