Corporações separadas

Governo propõe desmembrar bombeiros da Brigada Militar até julho de 2016

Proposta de Emenda Constitucional ainda precisa ser aprovada pelos deputados

18/03/2014 | 17h38

Na tarde desta terça-feira, o governador Tarso Genro assinou a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que desmembra o Corpo de Bombeiros da Brigada Militar. A PEC agora segue para a Assembleia Legislativa e precisa ser votada pelos deputados para entrar em vigor.

Pela proposta do governo, a separação ocorrerá gradativamente e o processo só deve ser finalizado em 2 de julho de 2016.

— É uma questão muito tormentosa, difícil de resolver. Fizemos porque entendemos que é bom para a sociedade e para a segurança — comentou Tarso.

Ainda não está definido o efetivo e os requisitos para que oficiais da BM passem a integrar o Corpo de Bombeiros. Conforme o texto da PEC, o governo terá um prazo de 120 dias após a aprovação da proposta pelos deputados para definir, em projeto de lei, os detalhes.

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.