Buzinaço animado

Manifesto pede legalização de carros rebaixados em Porto Alegre

Com cartazes e músicas de funk, participantes se reuniram no Laçador e seguiram por ruas da Capital

23/03/2014 | 18h27
Manifesto pede legalização de carros rebaixados em Porto Alegre  Adriana Franciosi/Agencia RBS
Pendurados em janelas, manifestantes exigiam regularização na lei Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS
Depois de protestos pela segurança de ciclistas, redução das passagens de ônibus e melhores condições de saúde e educação, recorrentes no último ano no país, um manifesto chamou a atenção pela pauta incomum na tarde deste domingo.

Com cartazes no capô e manifestantes pendurados em janelas, mais de 300 carros fizeram um buzinaço por volta das 17h30min para pedir a legalização do rebaixamento do automóvel no Rio Grande do Sul.

— A gente só quer andar no carro rebaixado sem estar ilegal, como acontece hoje aqui no Estado. Esta é uma prova de amor pelo nosso carrinho — disse a proprietária de uma loja de veículos, Daiana Souza.

A carreata, que começou às 16h próxima a estátua do Laçador, na Zona Norte, também ganhou uma trilha sonora. O som do funk que vinha dos veículos, com meninas dançando dentro deles, fez com que algumas pessoas parassem para olhar o ato curioso.

Segundo Daiana, os adeptos tem como objetivo a regularização dos carros rebaixados. Muitos deles vieram de cidades da Região Metropolitana como Gravataí e Cachoeirinha para participar protesto. 

— São Paulo e Rio de Janeiro já liberaram o rebaixamento e, lá, a população pode andar tranquila. Aqui temos muitos problemas com a polícia. Eles acham que somos criminosos por andarmos com o carro baixo — afirma o vendedor Everton Pires, 27 anos.

O manifesto causou congestionamento na Avenida Ipiranga e terminou próximo à Rótula das Cuias, na região da Usina do Gasômetro.


VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.