A crise chegou ao gasoduto

Russa Gazprom anuncia fim da redução do preço do gás vendido à Ucrânia

Petroleira alegou que acordo será suspenso pois a Ucrânia não cumpriu com sua parte das obrigações

04/03/2014 | 18h02
Russa Gazprom anuncia fim da redução do preço do gás vendido à Ucrânia VLADIMIR DOKIN/AFP
Cano de gás em Sebastopol, na região da Crimeia. Por conta de dívida, petroleira russa resolveu cancelar desconto concedido à Ucrânia em exportações de gás Foto: VLADIMIR DOKIN / AFP

A Gazprom decidiu acabar a partir de abril com a redução do preço do gás vendido à Ucrânia, uma medida adotada no âmbito de um plano de ajuda a esta ex-república soviética, anunciou nesta terça-feira o presidente do gigante russo, Alexei Miller.

— Devido ao fato de a Ucrânia não cumprir com suas obrigações, não cumprir com os acordos relacionados à concessão desta diminuição, a Gazprom decidiu não prolongar a duração desta baixa, e isso a partir do mês de abril — declarou Miller.

A direção da Gazprom sugeriu conceder um crédito de 2 a 3 bilhões de dólares a Kiev para que pague sua dívida gasífera.

— O montante da dívida é grande. Para a Gazprom, a variante mais simples e eficaz seria conceder à Ucrânia um crédito de 2 a 3 bilhões de dólares para pagar sua dívida do ano passado, e pagar as atuais entregas de gás — afirmou.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.