Imigração

Sem documentos, estudante brasileira é ameaçada de expulsão da França

Ordem contra Thais Moreira, que cursa fotografia em Saint-Denis, foi suspensa após a intervenção de um advogado

26/03/2014 | 16h20

O caso de uma brasileira de 20 anos ameaçada de expulsão, apesar de estudar há anos na França, mobilizou nesta quarta-feira estudantes e associações de defesa dos imigrantes.

A paranaense Thaís Moreira estuda em um colégio de Saint-Denis e vive desde 2009 em Val de Marne, oeste da capital francesa, junto com sua mãe.

A imigrante sem documentos foi alvo de uma ordem de expulsão que está em suspenso depois da intervenção de um advogado, informou à AFP a organização Educação sem Fronteiras, criada especialmente para defender casos de Thaís.

— A ordem foi suspensa, mas não arquivada — afirma a fonte.

— Estamos em contato com os professores e há uma forte mobilização na escola.

Os estudantes protestaram contra a decisão de expulsão, que, segundo uma circular oficial, não pode ser aplicada no caso de estudantes com cinco anos de frequência escolar e ao menos três de escolarização, condições reunidas pela brasileira.

"Thaís vive aqui. Thaís estuda aqui, ela fica aqui!", gritavam os defensores da imigrante.

Thais Moreira cursa o penúltimo ano do curso em fotografia no colégio Suger de Saint-Denis, onde estuda há quatro anos.

As mobilizações em defesa de estudantes ameaçados de expulsão ganharam maior visibilidade na França depois do caso de Leonarda Dibrani, uma cigana de 14 anos detida e deportada para Kosovo quando participava em um atividade escolar, o que provocou uma enorme polêmica nacional e protestos de milhares de alunos secundaristas.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.