Caras de Pedra

Exposição é destruída durante protesto em Porto Alegre

"Caras de Pedra" foi rasgada, cortada e incendiada na noite de ontem.

03/04/2014 | 14h29
Exposição é destruída durante protesto em Porto Alegre Arquivo/Sindilojas Porto Alegre
Segundo o Sindilojas, o prejuízo à exposição é irreversível. Foto: Arquivo / Sindilojas Porto Alegre

A exposição "Caras de Pedra", localizada em frente à prefeitura de Porto Alegre, foi destruída durante as manifestações que ocorreram na noite de ontem no local. Instalada na Fonte Talavera desde o dia 17 de março, a exposição foi depredada por parte dos manifestantes que protestavam contra o aumento do valor das passagens de ônibus em Porto Alegre. Segundo o Sindilojas, realizador do projeto, os danos são irreversíveis. As lonas que exibiam as fotografias foram cortadas, queimadas e rasgadas.

Leia mais:
Manifestantes entram em confronto com polícia em protesto
Aumento da tarifa de ônibus precisa ser aprovado pelo prefeito
EPTC sugere que passagem de ônibus suba para R$ 2,95 em Porto Alegre

- A exposição era da cidade e não da prefeitura ou do Sindilojas de Porto Alegre, portanto é uma atitude que vai contra o desenvolvimento do lugar em que vivemos, causa pela qual estes grupos alegam lutar – afirmou Paulo Kruse, presidente da entidade.

“Caras de Pedra” era composta por fotografias de rostos e estátuas esculpidos em Prédios de Porto Alegre. A exposição ficaria no Paço Municipal até o próximo dia 14 de abril. 

Confira imagens do protesto de ontem à noite:

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.