Morte e confusão

Idosa morre, e ambulância é apedrejada em atendimento do Samu em Porto Alegre

Moradores teriam se revoltado com o tratamento dos socorristas na Lomba do Pinheiro

03/04/2014 | 15h34
Idosa morre, e ambulância é apedrejada em atendimento do Samu em Porto Alegre Eduardo Matos/Rádio Gaúcha/
Vidros e espelhos dos veículos foram quebrados pelos moradores. Foto: Eduardo Matos/Rádio Gaúcha

Um atendimento médico acabou em morte e depedração na Lomba do Pinheiro, zona leste de Porto Alegre na manhã desta quinta-feira. 

Percebendo que a mãe passava mal, Elias Balem dos Santos acionou o serviço do SAMU, por volta das 8h20min. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, uma ambulância teria chegado ao local às 8h38min. A equipe teria encontrado a idosa de 70 anos em parada cardiorrespiratória e, após os procedimentos de tentativa de reanimação, foi constatado o óbito.

Uma segunda ambulância, esta de atendimento avançado, foi encaminhada ao local e teria chegado na residência às 8h42min. Constatada a morte da idosa, Santos e outros moradores teriam depredado as ambulâncias, que tiveram vidros e espelhos quebrados por pedradas e socos. A revolta seria por conta da maneira que um dos socorristas teria atendido a senhora.

Segundo nota divultada pela SMS, os socorristas teriam se abrigado nos veículos diante "da hostilidade manifestada por pessoas que estavam no local". As ambulâncias foram retiradas de serviço e estão nas dependências do Palácio da Polícia para serem submetidos à perícia técnica. Não há previsão de retorno dos veículos às ruas.

Elias Balem dos Santos, de 32 anos, foi autuado por dano qualificado. Por ser um crime de menor potencial ofensivo, a delegada Clarissa Demartini estipulou a fiança. Após o pagamento, Elias foi solto.

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.