Obituário

Morre o teórico argentino Ernesto Laclau

Professor emérito da Universidade de Essex, Laclau concedeu uma de suas últimas entrevistas ao jornal Zero Hora

13/04/2014 - 16h58min
Morre o teórico argentino Ernesto Laclau Alice Casimiro Lopes/Divulgação
Laclau tinha 78 anos e foi vítima de um infarto Foto: Alice Casimiro Lopes / Divulgação  

Um dos maiores teóricos políticos em atividade, o argentino Ernesto Laclau morreu neste domingo aos 78 anos na Espanha. Segundo a agência estatal Télam, a informação foi repassada por familiares.

Professor emérito da Universidade de Essex, na Inglaterra, ele sofreu um infarto em Sevilha. Laclau tinha viajado para a Espanha para dar uma conferência. Ele estava acompanhado de sua mulher, Chantal Mouffe.

Juntos, eles escreveram, em 1985, Hegemonia e Estratégia Socialista, livro considerado um marco da teoria política do final do século 20.

Nascido em 1935, em Buenos Aires, Laclau se licenciou em História pela Universidade de Buenos Aires. Na década de 1970, mudou-se para a Inglaterra. Na Universidade de Essex, seu doutorado, fundou e dirigiu o Programa de Ideologia e Análise de Discurso e o Centro de Estudos Teóricos em Humanidades e Ciências Sociais, que se tornaram referências internacionais na área.

O professor é também fundador e maior expoente da vertente denominada "teoria do discurso da Escola de Essex". Ao caderno Cultura, de Zero Hora, Laclau concedeu uma de suas últimas entrevistas. A entrevista foi publicada neste sábado, dia 12 de abril. O teórico falou sobre o seu mais recente livro lançado no Brasil, A Razão Populista, no qual faz uma nova leitura do populismo. O fenômeno é tratado como um movimento político capaz de ampliar as bases democráticas de uma sociedade.

Leia a entrevista de Laclau a Zero Hora