Vale do Sinos

Mulher convence crianças e adolescentes que é amiga da família e furta casas

Farsante comete o mesmo tipo de crime desde 2007, no entanto, nunca foi presa

03/04/2014 | 13h10

A polícia do Vale do Sinos está atrás de uma mulher, de 27 anos, que já conseguiu furtar mais de R$ 15 mil reais em objetos pessoais de diversas pessoas de Novo Hamburgo, Campo Bom e São Leopoldo.

A suspeita foi identificada como Cristiana Peixoto Goulart e seria moradora de Porto Alegre. O primeiro furto cometido por ela na região foi registrado em novembro do ano passado, em Campo Bom.

Segundo a Polícia Civil, a mulher sempre age da mesma maneira. Usando o nome de Bruna, ela se passa por vendedora de cosméticos e convence crianças e adolescentes a permitirem sua entrada em casas e condomínios, alguns até contam com segurança privada.

Foi o que aconteceu com a filha de 12 anos de Regina Druzyan. A adolescente permitiu a entrada da mulher no apartamento da família, localizado no bairro Canudos. Segundo a diarista, a suposta Bruna, levou as lingeries que ela vende, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 1,5 mil.

– Minha filha está completamente abalada. Não dorme mais de luz acesa e fica sempre se certificando que as portas estão trancadas. Ela vai fazer acompanhamento com psicólogo – afirma a mãe.

Segundo o delegado Cleber Santos de Lima, é importante os pais reforçarem os pedidos de cuidados aos filhos ao conversarem com estranhos. Esse é um caso de uma pessoa que sabe fazer isso muito bem.

– Crianças e adolescentes não podem falar com qualquer pessoa, estranhos principalmente. Isso deve ser evitado – alerta.

A farsante é experiente nesse tipo de crime. Ela já foi indiciada, pelo menos, três vezes desde 2007 por furto, fraude e estelionato, em Porto Alegre e Alvorada. Cristiana chegou a ter passagem pela polícia como menor infratora aos 12 anos, por ter cometido o mesmo crime na Capital, Viamão e Guaíba.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.