Revoltados

Pais e professores pedem auxílio para conseguir sanar falta de docentes em escola técnica de São Leopoldo

Comunidade escolar não descarta pedir para que Ministério Público intervenha junto à Secretaria de Educação

03/04/2014 | 17h13

Revoltados com a falta de professores em, pelo menos, dez disciplinas, pais e docentes do Colégio Industrial Frederico Guilherme Schmidt, em São Leopoldo, no Vale do Sinos, estão organizando uma reunião aberta para este sábado, dia 5.

A ideia é abrir à comunidade escolar os problemas enfrentados pela instituição, que sofre todos os anos com a falta de professores. A reunião será conduzida pelo Círculo de Pais e Mestres e está marcada para começar às 10 horas no auditório da escola.

De acordo com a vice-diretora, Maria Cristina Martins, o pedido de mais docentes foi encaminhado à Secretaria Estadual de Educação (Seduc) em dezembro do ano passado, mas até agora nenhum profissional foi deslocado para o colégio.

– É um absurdo o que acontece com a gente. Somos uma escola técnica e temos falta de professores até nas disciplinas do técnico – desabafa a gestora.

A direção afirma que no ano passado o colégio contou com o apoio do Ministério Público para intervir junto à Seduc para completar o quadro de docentes. A iniciativa ainda não foi descartada para este ano, mas, como o processo é demorado_ cerca de três meses_ a escola quer tentar encontrar outro caminho para solucionar o problema.

A Seduc explica que o professor contratado para a disciplina de Desenho Técnico desistiu ao chegar na escola e um novo profissional está sendo buscado. Já as demais solicitações estão em fase de contratação de professor, mas não deu data para isso ocorrer.

O colégio tem cerca de 950 alunos em três turnos. Considerado uma das principais escolas técnicas do Estado, a instituição também é uma das primeiras colocadas no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.