Morte trágica

Polícia encontra corpo carbonizado dentro de carro de filha de inspetora em Palmeira das Missões

Um exame irá comprovar se era Kimberly Ruana Ruckert, 22 anos, que estava desaparecida desde sexta

Atualizada em 13/04/2014 | 16h4713/04/2014 | 11h58
Polícia encontra corpo carbonizado dentro de carro de filha de inspetora em Palmeira das Missões Cidi Farias/Especial / Três Passos News
Veículo em chamas foi encontrado por grupo que fazia trilha de moto Foto: Cidi Farias / Especial / Três Passos News

A filha de uma inspetora da Polícia Civil teria sido encontrada no sábado por volta das 15h morta, com corpo carbonizado, dentro de um Ford ka queimado em Palmeira das Missões. Kimberly Ruana Ruckert, 22 anos, estava desaparecida desde sexta.

A confirmação da identidade da vítima só será divulgada depois de um exame de DNA. No entanto, a mãe e inspetora de polícia Rejane Ruckert já tem certeza da perda. No Facebook, escreveu: "AMIGOS e AMIGAS é com muita tristeza que informo que de forma trágica 'PERDI MINHA PRINCESA KIMBERLY'".

Kimberly era natural de Três Passos, mas vivia em Palmeira das Missões.

Apesar da profissão da mãe, ligada à polícia de Três Passos, o delegado Adriano de Jesus Linhares, que investiga o caso, acredita que a motivação não esteja relacionada ao trabalho dela. Ele não quis divulgar quais outras linhas de investigação está trabalhando.

_ Ainda não sabemos o que pode ser, se latrocínio, crime passional ou qualquer outra coisa. Por isso, estamos com homens na rua, colhendo depoimentos _ embala o delegado regional, Antonio Maieron.

A jovem era natural de Três Passos e estudava enfermagem na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) em Palmeira das Missões, onde vivia atualmente. Para se manter, trabalhava durante o dia como atendente em um estúdio de fotografia.

A família se diz chocada com o crime, pois não sabia de qualquer desafeto ou ameaça que a estudante vinha sofrendo:

_ Foi uma surpresa para nós. Nunca imaginamos algo assim _ relata o tio, Arlei Luis Tomazini.

O veículo em que estava foi encontrado ainda em chamas na BR-158, próximo ao Colégio Agrícola, por um grupo que fazia trilha de moto. O automóvel estava registrado no nome da mãe, mas era Kimberly quem utilizava. A expectativa da família é que o enterro seja no final da manhã de segunda-feira, no Cemitério Bela Vista, em Três Passos.

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.