Iniciativa inédita

Tablets são novos parceiros de médicos das Unidades de Saúde da Família de Novo Hamburgo

Além dos aparelhos, município investiu na informatização de dados dos usuários e lançou portal sobre a Saúde

16/04/2014 | 17h32
Tablets são novos parceiros de médicos das Unidades de Saúde da Família de Novo Hamburgo Charles Dias/Especial
Uso de tablet por médicos do SUS é iniciativa inédita no Brasil Foto: Charles Dias / Especial

O médico de família Antonio Tomas Betancourt não precisa mais de papel e caneta para anotar o prontuário dos pacientes atendidos pela Unidade de Saúde da Família (USF) da Vila Palmeira, em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. Ele e mais 14 médicos do município contam desde o início da semana com tablets e internet 3G. Iniciativa inédita no Brasil e que permite agilidade na atualização dos dados de atendimento.

– É fantástico porque a gente consegue, além de agilizar o processo, construir um memória sobre o paciente. Tudo que diz respeito a saúde dele nós temos registrados – afirma o cubano.

Neste primeiro momento, apenas 15 das 26 USF terão acesso aos tablets. As unidades escolhidas ficam em zonas de maior vulnerabilidade social e que concentram o maior número de atendimento. A intenção do município é contemplar todos os médicos que até o próximo ano. 

As equipes poderão abastecer os prontuários dos pacientes com fotografias e descrições pontuais, como por exemplo, tipo de medicamento, tratamento prescrito e condições das famílias. As informações sobre cada paciente ficarão vinculadas ao número do Cartão SUS. Os profissionais que já têm acesso ao recurso passaram por treinamentos para usar com plenitute os programas disponibilizados no tablets.

O uso dos equipamentos pelas equipes de USF só foi possível depois da informatização dos dados dos usuários. Iniciado no segundo semestre de 2011, o Sistema de Informatização da Saúde proporciona a criação de um banco de dados sobre a situação de saúde dos hamburguenses.

Conforme o secretário de Saúde, Luis Carlos Bolzan, se o médico constatar uma doença que possa ocasionar um risco de epidemia, o sistema integrado pode disparar um alerta imediato, via mensagem de texto.

– Se isso acontecer em Novo Hamburgo, teremos um sistema de localização e georreferenciamento que nos permitirá agir precisamente na comunidade local – destaca.

Com as informações, o muncípio também desenvolveu um site dedicado à Secretaria de Saúde (SMS). No Portal Saúde, que funciona de forma acessível a pessoas com deficiência, pacientes terão acesso as informações sobre as consultas, impressão de resultados de exames laboratoriais realizados no Laboratório Público, atestados médicos e comprovantes de comparecimento emitidos pela rede de saúde municipal.

– Esse é um projeto que temos um orgulho imenso, pois consiguiremos dar uma gestão adequada a uma área vital para o município – afirma o prefeito Luis Lauermann.

O investimento total nos três projetos foi de R$ 1 milhão.

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.