Tremor no Pacífico

Terremoto deixa cinco mortos no Chile e alerta de tsunami é suspenso

Anúncio foi feito pelo ministro do Interior chileno, Rodrigo Peñailillo

Atualizada em 02/04/2014 | 12h5802/04/2014 | 00h16
Terremoto deixa cinco mortos no Chile e alerta de tsunami é suspenso Francesco Degasperi/AFP
Ruas foram tomadas após terremoto e alerta de tsunami no Chile Foto: Francesco Degasperi / AFP

O ministro do Interior chileno, Rodrigo Peñailillo, confirmou na madrugada desta quarta-feira que, até o momento, são cinco os mortos em razão do terremoto de 8,2 graus registrado no norte do país. As vítimas são quatro homens e uma mulher, que morreram de ataque cardíaco ou por esmagamento. O ministro não detalhou as ocorrências.

Peñailillo anunciou ainda que o alerta de tsunami vigente na zona costeira do território porteiro foi suspenso desde Puerto Chacabuco, na região de Aysén, até a Antártica.

Leia mais:

::: Michelle Bachelet decreta zona de catástrofe no norte do Chile

Veja a área afetada:


O diretor do Departamento Nacional de Emergências (Onemi, na sigla em espanhol), Ricardo Toro, informou que 11 hospitais situados em zonas de possível inundação foram evacuados durante a noite, e destacou que a costa do país foi 100% evacuada.

O terremoto de 8,2 graus de magnitude abalou nesta terça-feira a costa norte do Chile, provocando ondas de mais de dois metros, informaram o Onemi e funcionários dos Estados Unidos.

O tremor ocorreu às 20h46 (20h46 Brasília), com o epicentro situado 89 km a sudoeste de Cuya, a uma profundidade de 46,4 km, segundo o Centro Sismológico Nacional da Universidade do Chile.

De acordo com um funcionário americano, o terremoto gerou ondas de até 2,11 metros.

Na costa do Peru, uma onda de cerca de um metro atingiu o litoral de Tacna, na fronteira com o Chile, "o que representa que não há risco de tsunami, mas é necessário adotar medidas de segurança", informou o comandante da Marinha, Colbert Ruiz.

Imagens da TV chilena mostraram a população abandonando as regiões costeiras, de forma ordenada, formando longas filas de automóveis. Segundo o ministério do Interior, o fenômeno não provocou vítimas ou danos significativos.

O tremor foi sentido nas regiões chilenas de Arica, Iquique e Antofagasta, fazendo soar as sirenes de alerta em diversas cidades do litoral norte.

Confira a galeria de fotos:



 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.