Conflito

Israel prossegue com ofensiva terrestre em Gaza

Pelo menos 19 palestinos e um soldado israelense morreram nas últimas horas

Atualizada em 18/07/2014 | 07h0018/07/2014 | 07h00
Israel prossegue com ofensiva terrestre em Gaza THOMAS COEX/AFP/
Ação iniciou depois de 10 dias de conflito, que já deixou pelo menos 260 mortos Foto: THOMAS COEX/AFP

Os soldados israelenses, apoiados por tanques e pela aviação, entraram nesta sexta-feira no segundo dia da ofensiva terrestre na Faixa de Gaza, que pretende destruir a infraestrutura e o armamento do movimento extremista palestino Hamas, apesar do risco para os civis.

Pelo menos 19 palestinos e um soldado israelense morreram nas últimas horas. A operação terrestre começou na quinta-feira à tarde, apesar dos apelos da comunidade internacional ao governo de Israel para tentar evitar as vítimas civis.

Leia todas as notícias de Zero Hora
Leia todas as notícias de Mundo
Entenda a crise na Faixa de Gaza em dez pontos

A maioria dos confrontos aconteceu no sul do território de 360 quilômetros quadrados, em Khan Yunes e em Rafah, e na zona norte, perto da fronteira com Israel.

O posto de fronteira israelense de Erez, único ponto de passagem para pedestres, foi fechado.

O objetivo principal das tropas terrestres, que entraram por vários pontos na Faixa de Gaza — delimitada por Israel, Egito e pelo mar Mediterrâneo — é destruir os túneis subterrâneos de contrabando construídos pelo Hamas, que controla o território, para introduzir mercadorias, dinheiro e armas.

A operação começou depois de uma breve trégua humanitária de cinco horas na quinta-feira.

Pelo menos 260 palestinos morreram desde o início da ofensiva de Israel, há 11 dias, contra a Faixa de Gaza cujo objetivo é interromper os lançamentos de foguetes a partir do território.

Durante o mesmo período, dois israelenses morreram, segundo o exército.

— A decisão foi aprovada pelo gabinete de segurança devido à recusa do Hamas em aceitar o plano egípcio de um cessar-fogo e à manutenção dos disparos de foguetes contra Israel — primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

*AFP



 

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.