Queda de avião

"Não excluímos a possibilidade de o avião ter sido abatido", afirma presidente da Ucrânia

Petro Poroshenko diz que é o terceiro acidente trágico envolvendo aviões no país nos últimos dias

Atualizada em 17/07/2014 | 21h4017/07/2014 | 14h09
"Não excluímos a possibilidade de o avião ter sido abatido", afirma presidente da Ucrânia Queda avião/Arte ZH
Na região, rebeldes pró-russos enfrentam forças governamentais Foto: Queda avião / Arte ZH
O presidente ucraniano Petro Poroshenko declarou nesta quinta-feira que não exclui a possibilidade de o avião malaio que caiu no leste do país, na região de Donetsk, ter sido abatido:

Leia todas as notícias sobre o acidente na Ucrânia
Leia todas as notícias de Zero Hora

— Este é o terceiro caso trágico nos últimos dias, após os aviões An-26 e Su-25 das forças armadas ucranianas serem derrubados a partir do território da Rússia — declarou Poroshenko, citado em um comunicado da presidência.

— Nós não excluímos a possibilidade de que este avião (malaio) possa ter sido abatido e ressaltamos que as forças armadas ucranianas não efetuaram disparos que possam ter atingido alvos no ar — acrescentou, antes de apresentar suas condolências às famílias das vítimas.

A aeronave da Malaysia Airlines — mesma companhia que perdeu o contato com outro avião, em março deste ano, com 239 pessoas a bordo e ainda não foi encontrado — voava de Amsterdã, na Holanda, até Kuala Lumpur. O acidente teria ocorrido na região de Donestk, onde rebeldes pró-russos enfrentam forças governamentais ucranianas

Publicação by Malaysia Airlines.

Ao menos 298 — 280 passageiros e 15 membros da tripulação, segundo comunicado da companhia — pessoas estavam a bordo do Boeing, que desapareceu dos radares.

Veja a rota da aeronave, local da queda e as possíveis causas do acidente:

Donetsk é uma cidade no leste da Ucrânia, capital de uma região com o mesmo nome. O município tem cerca de 1,5 milhão de habitantes e um dos mais importantes do país. A região, que é predominantemente pró-Rússia, protagoniza diversos ataques e é dominada há mais de dois meses por rebeldes separatistas — o conflito teve início em novembro passado, mas estourou em fevereiro deste ano.

 


Veja fotos do local do acidente com o Boeing:

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.