Caso Bruno

Polícia encerra buscas pelo corpo de Eliza Samudio sem achar nada

Primo do ex-goleiro Bruno Fernandes indicou, na quinta-feira, o local em que os restos mortais da modelo teriam sido enterrados

25/07/2014 | 14h41
Polícia encerra buscas pelo corpo de Eliza Samudio sem achar nada Joel Silva/Folhapress
Bruno foi condenado por homicídio triplamente qualificado Foto: Joel Silva / Folhapress

A Polícia Civil de Minas Gerais encerrou as buscas pelo corpo de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno Fernandes, sem encontrar vestígios de restos mortais. O corpo foi procurado na cidade de Vespasiano, próximo ao Aeroporto de Confins, região metropolitana de Belo Horizonte, por mais de três horas. Um terreno no bairro Santa Clara foi indicado por Jorge Rosa Sales, primo do ex-atleta. De acordo com ele, a ex-amante de Bruno teria sido enterrada no local.

Sales, que na época do crime era adolescente, afirmou que Eliza não foi esquartejada, mas foi torturada e asfixiada na casa de Marcos Aparecido dos Santos, o Bola. O corpo foi enrolado num lençol e colocado dentro de um saco lacrado. Bruno está preso acusado de ser o mentor do assassinato.

Leia todas as últimas notícias de Zero Hora

As buscas tiveram início na manhã desta sexta-feira. Com o apoio de uma retroescavadeira, a polícia tentou encontrar os restos mortais de Eliza. Buracos de cerca de três metros foram escavados, mas nada de relevante foi encontrado, de acordo com delegado Wagner Pinto. Conforme a assessoria de imprensa da corporação, foram achados apenas alguns objetos, entre eles uma luva.

A polícia isolou o local na quinta-feira — durante a madrugada, a área foi vigiada por policiais para preservar a possível cena do crime. Condenado por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver, sequestro e cárcere privado, Bruno foi sentenciado a 22 anos e três meses de prisão e cumpre pena em penitenciária de segurança máxima em Minas Gerais.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.