Caso Bruno

Primo do goleiro diz que corpo de Eliza Samudio está perto de aeroporto em Belo Horizonte

Em entrevista à Rádio Tupi, primo do jogador afirma que corpo da ex-modelo se encontra enterrado em terreno próximo ao Aeroporto de Confins

24/07/2014 | 15h41
Primo do goleiro diz que corpo de Eliza Samudio está perto de aeroporto em Belo Horizonte Joel Silva/Folhapress
Foto: Joel Silva / Folhapress

Jorge Rosa Sales, primo do goleiro Bruno, condenado pela morte da ex-modelo Eliza Samudio, revelou nesta quinta-feira em entrevista à Rádio Tupi que a ex-modelo estaria enterrada em um terreno próximo ao Aeroporto de Confins, perto de Belo Horizonte. Jorge, que na época do crime era menor de idade, afirmou que Eliza não foi esquartejada, mas foi torturada e asfixiada na casa de Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, e seu corpo foi enrolado num lençol e colocado dentro de um saco lacrado.

— Ela está enterrada num sitiozinho em BH próximo ao Aeroporto de Confins. Antes de chegar no aeroporto. É uma estrada de chão bastante deserta, não tem muito movimento, praticamente abandonada. Eu identifico com um pé de coqueiro que é meio curvado. Eu só estou dando essa reportagem aqui porque eu quero que a minha mente fique tranquila. Acabar com isso logo para a mãe dela poder enterrar a filha dela. Ela não foi esquartejada. Só cortaram a mão dela. O corpo ficou inteiro — disse Jorge, antes de revelar como Eliza foi enterrada.

— O buraco em que ela foi enterrada foi feito por uma retroescavadeira para dificultar a localização do corpo — contou.

O primo do goleiro ainda falou sobre sua participação no crime e sobre o outro primo de Bruno, Sérgio Rosa Sales, que participou da reconstituição do crime e foi assassinado em 2012. O jovem teria sido morto por culpa de Macarrão.

— Eu estava em Belo Horizonte e não sabia que aquilo ia acontecer. Eu não conhecia aquele lugar. Como eu ia sair para pedir ajuda? Como eu ia sair do local correndo? Não pude fazer nada porque o Bola é um psicopata, mata fácil. Fiquei com medo de sair para pedir ajuda — relatou, antes de falar sobre Sérgio.

— Ele falou demais.

Bruno foi condenado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver, sequestro e cárcere privado da modelo Eliza Samudio e de Bruninho, seu filho, e sentenciado a 22 anos e três meses de prisão pela juíza Marixa Fabiane Rodrigues, no Fórum de Contagem (MG), na madrugada do dia 08 de março de de 2013. Recentemente, o goleiro foi transferido do Presídio de Contagem para a Penitenciária de Segurança Máxima de Francisco Sá, no norte de Minas Gerais.

LANCEPRESS!

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.