Queda de jato em Santos

Avião voava baixo e caiu de bico, segundo moradores de Santos

"Vi o avião caindo a uns 65 graus", relata testemunha que trabalha perto de onde caiu aeronave

13/08/2014 - 12h44min | Atualizada em 13/08/2014 - 16h26min
Avião voava baixo e caiu de bico, segundo moradores de Santos Tassio Ricardo/Arquivo Pessoal
Foto: Tassio Ricardo / Arquivo Pessoal  

Testemunhas da queda do Cessna 560XL que levava o candidato à Presidência da República Eduardo Campos (PSB) do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, ao Aeroporto de Guarujá, em São Paulo, disseram que a aeronave vinha em baixa altitude desde a Praça Mauá, no centro de Santos, no litoral paulista. O avião atingiu imóveis do bairro Boqueirão, na manhã desta quarta-feira.

— Pareceu que ele procurava a praia, ou que ele tentou desviar de um prédio vizinho a mim. Só sei que ele fez uma curva e desceu. Aí explodiu — disse a funcionária pública Flávio Capp, de 49 anos, que mora a um quarteirão de distância do local do acidente.

Os moradores da área relataram um forte barulho de aceleração dos motores do avião, instantes antes de a aeronave cair, seguido de uma forte explosão. O avião seguia do sentido leste para o oeste, no alto do bairro, e a explosão quebrou vidros de prédios vizinhos em um raio de até 400 metros.

Jato com Eduardo Campos cai em Santos, no litoral de SP
Leia todas as notícias sobre o acidente de Eduardo Campos
Leia o perfil do candidato à Presidência

— Havia acabado de chegar em casa quando um estrondo quebrou a janela do meu apartamento. Foi uma gritaria geral na rua, muito fogo, gente chamuscada, vi pedaços de corpos e então começamos a socorrer quem ainda estava vivo — disse o estivador Donizete Maguila Júnior, de 37 anos, que afirmou ter sido uma das primeiras pessoas que chegou ao local do acidente.

O analista de logística ferroviária Tássio Ricardo Cardozo Silva, 25 anos, presenciou o exato momento em que o jato de Campos caiu em Santos. Eram 10h02min, segundo Tássio, quando a aeronave "caiu de bico" em uma região comercial da cidade.

– Eu trabalho a 300 metros do local e vi o avião caindo a uns 65 graus, de bico. Minha mesa fica de frente para a janela e presenciei a aeronave desabando. Fiquei sem reação, depois caí na real. Teve explosão e muita fumaça. Os socorristas chegaram rápido.

De acordo com Tássio, o tempo estava nublado e chovia fraco no momento da queda. Ele saiu correndo do escritório e conseguiu chegar próximo ao local do acidente:

– Aqui no prédio onde eu trabalho, alguns vidros chegaram a estourar. Pelo que vi, o jato atingiu uma casa que fica ao lado de uma academia de musculação.

Confira a cobertura ao vivo:

 

Publicação by Tassio Ricardo.

O jato caiu no bairro Boqueirão, na região central de Santos:
* Com informações da Agência Estado

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.