ZH Explica

Entenda as denúncias de fraude na CPI que investiga a Petrobras

Nesta terça-feira, Senado abriu sindicância para apurar denúncias

05/08/2014 | 20h06
Entenda as denúncias de fraude na CPI que investiga a Petrobras Geraldo Magela/Agência Senado
Foto: Geraldo Magela / Agência Senado

O presidente do Senado, Renan Calheiros, anunciou, nesta terça-feira, a abertura de uma comissão de sindicância para investigar a participação de servidores da Casa em uma possível fraude na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras. Conforme denúncia publicada pela revista Veja, governo e lideranças do PT teriam passado previamente para os principais depoentes da CPI perguntas que seriam feitas por parlamentares, com o intuito de combinar as respostas.

Entenda o caso:

O que é a CPI da Petrobras?

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) possui um prazo para apurar um determinado fato e tem os mesmos poderes de investigação das autoridades judiciais. Com o apoio de um terço dos parlamentares, a CPI pode ser instalada no Senado, na Câmara dos Deputados ou ter caráter misto (CPMI), quando reúne representantes das duas casas. A CPI pode convocar pessoas para depor, ouvir testemunhas e requisitar documentos. Se for necessária a responsabilização civil e criminal, ao final dos trabalhos, a comissão pode enviar relatório para o Ministério Público.

Devido a divergências entre governo e oposição, foram instaladas duas comissões, em maio, para investigar as supostas irregularidades envolvendo a Petrobras: uma no Senado (defendida pelos governistas) e outra mista (apoiada pela oposição). As CPIs terão prazo de 180 dias para apresentar o relatório final e as despesas orçadas em R$ 250 mil.

Como surgiram as denúncias de fraude na CPI?

Conforme denúncias publicadas pela revista Veja no final de semana, a presidente da Petrobras, Graça Foster, o ex-presidente da estatal José Sergio Gabrielli e o ex-diretor da Área Internacional Nestor Cerveró tiveram acesso antecipado às perguntas que seriam feitas na CPI do Senado. O presidente do Senado, Renan Calheiros, anunciou, nesta terça-feira, a abertura de uma comissão de sindicância para investigar a participação de servidores da Casa em uma possível fraude.

E qual a consequência disso?

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) sugeriu a descontinuidade dos trabalhos. Mas o presidente da CPI da Petrobras, Vital do Rêgo (PMDB-PB), afastou qualquer possibilidade de interrupção dos serviços por causa das denúncias. Segundo ele, estão previstos mais 45 dias de funcionamento e, se não houver pedido de prorrogação, o relatório final pode ser votado antes das eleições.

O que acontece se as denúncias forem comprovadas?

A oposição, que está acionando órgãos para investigar as denúncias, alega que os envolvidos cometeram crime de advocacia administrativa e de falso testemunho.

Por que a Petrobras começou a ser investigada?

Após a Polícia Federal (PF) deflagrar a Operação Lava-Jato, em março, vieram à tona as relações entre o doleiro Alberto Youssef e o ex- diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. Os dois foram presos na investigação sobre o esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado R$ 10 bilhões. A suspeita é de que a organização criminosa tenha atuado no seio da estatal. Os fatos levaram a oposição a defender a instalação de uma CPI.

A CPI da Petrobras no Senado é composta por 13 senadores titulares e 7 senadores suplentes. Já a CPI Mista da Petrobras terá 13 senadores titulares, 13 deputados federais titulares e igual número de suplentes. Nas duas comissões, a presidência ficou com o PMDB e a relatoria com PT — os partidos que possuem as maiores bancadas.

O que as CPIs estão averiguando?

— Compra da refinaria de Pasadena (EUA) pela Petrobras, que teria causado à estatal perdas superiores a US$ 1 bilhão.

— Suposto superfaturamento envolvendo refinarias da estatal.

— Irregularidades em plataformas.

— Suspeita de que a empresa holandesa SBM Offshore pagou propina a funcionários da estatal.

— Construção do Porto de Suape, em Pernambuco.


Leia as últimas notícias de Zero Hora

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.