Conflito no Oriente Médio

Israel garante continuidade da trégua, mas Hamas discorda

Prorrogação do cessar-fogo ainda está em discussão entre lideranças no Oriente Médio

06/08/2014 | 18h14
Israel garante continuidade da trégua, mas Hamas discorda MAHMUD HAMS/AFP
Foto: MAHMUD HAMS / AFP

Enquanto Israel chegou a anunciar que estava pronto para estender a trégua por tempo indeterminado, o Hamas declarou, nesta quarta-feira, que não houve um acordo sobre a prolongação do cessar-fogo de 72 horas na Faixa de Gaza.

A trégua expira nesta sexta-feira e mediadores egípcios anunciaram que tentariam negociar com ambas as partes. Subchefe do Hamas, Mussa Abu Marzuk faz parte de uma delegação de palestinos que participa das negociações com os israelenses mediadas pelo Cairo.

— Não há acordo para prolongar o cessar-fogo — escreveu Abu Marzuk , em sua conta no Twitter.

Leia todas as notícias de Zero Hora
Entenda a origem da crise entre judeus e palestinos na Faixa de Gaza

A Organização das Nações Unidas (ONU) disse estar disposta a ajudar na reconstrução de Gaza pela última vez. De acordo com o secretárop geral Ban Ki-moon, o conflito entre Israel e o grupo fundamentalista islâmico Hamas precisa ter fim:

— Nós vamos construir novamente, mas esta deve ser a última vez. Isso deve parar agora — disse.

Segundo o jornal indiano Millennium Post, Ban Ki-moon abriu uma reunião especial da Assembleia Geral das Nações Unidas com um apelo para uma paz duradoura, a partir da ampliação do cessar-fogo de 72 horas entre Israel e o Hamas. Depois de três guerras em Gaza nos últimos seis anos, o secretário alertou que a paciência do mundo com os israelenses e palestinos estava sendo testado.

*AFP

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.