Desabastecimento

Mais de 40 cidades registram falta de água em SP e no RJ

Redução da vazão de água no reservatório da hidrelétrica de Jaguari é o causador do problema

12/08/2014 | 16h19

A decisão da Companhia Energética de São Paulo (Cesp) de reduzir a um terço a vazão de água no reservatório da hidrelétrica de Jaguari, no interior do Estado, afeta o abastecimento de 41 cidades: 15 em São Paulo e 26 no Rio de Janeiro. As informações são de uma fonte com acesso aos dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável pelo controle da operação de geração e transmissão de energia elétrica.

O órgão pressiona o governo de São Paulo, controlador da Cesp, a restabelecer a vazão para ao menos 30 metros cúbicos por segundo, sob risco de colapso total até o fim do chamado período seco. Atualmente, a Cesp mantém a vazão na hidrelétrica de Jaguari ao nível mínimo de 10 m³ por segundo. O levantamento dos municípios afetados pelo desabastecimento foi encaminhado à Agência Nacional de Águas (ANA).

ZH Explica: Como a Grande São Paulo chegou à escassez de água
Leia as últimas notícias de Zero Hora

O ONS acusa o governo de São Paulo de descumprir as orientações técnicas do operador do sistema, o que levará a um desestoque desproporcional entre o reservatório de Jaguari e os demais reservatórios da bacia. Isso acarretaria no esgotamento completo dos volumes úteis dos reservatórios de Paraibuna, Santa Branca e Funil, tirando 130 megawatts médios de energia e 150 megawatts de potência dessas usinas.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.