"Triunfo do amor"

Presidente argentina recebe neto da líder das Avós da Praça de Maio

Cristina Kirchner escreveu sobre o encontro em sua perfil no Twitter

09/08/2014 | 22h34
Presidente argentina recebe neto da líder das Avós da Praça de Maio Reprodução/Reprodução
Encontro ocorreu na noite de quinta-feira, na residência oficial de Olivos Foto: Reprodução / Reprodução

A presidente argentina, Cristina Kirchner, recebeu Guido Montoya Carlotto, neto recém-localizado da líder das Avós da Praça de Maio, Estela de Carlotto, para "ver de perto o triunfo do amor", publicou neste sábado em seu perfil no Twitter.

O encontro aconteceu na noite de quinta-feira, na residência oficial de Olivos, depois que Guido Montoya Carlotto, ou Ignacio Hurgan, nome com que foi criado, participou de uma entrevista coletiva.

Além de Guido e sua companheira, participaram da reunião Estela Carlotto e seus três filhos, bem como os dois filhos da presidente — Máximo e Florencia — e outras dezenas de pessoas, detalhou Cristina.

Leia todas as notícias sobre Argentina
Leia as últimas notícias de Zero Hora

— Na verdade, parecemos um batalhão. Mas não vamos à guerra. Queremos ver de perto o triunfo do amor e que cara tem a felicidade — tuitou.

O jovem, 36 anos, roubado na ditadura (1976-1983) e procurado por sua família por mais de três décadas, conheceu sua verdadeira identidade na última terça-feira, após um exame de DNA a que se submeteu por ter dúvidas sobre sua origem.

"Guido tem muito frescor e quer continuar sendo chamado de Ignacio. Sentada, Estela pediu: 'Pelo menos, acrescente Guido'", tuitou a presidente, cujo governo impulsionou os julgamentos por crimes contra a humanidade durante a ditadura.

Presidente argentina fez dezenas de postagens sobre o encontro em seu perfil no Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

Em uma série de mensagens, Cristina considerou que Guido "terá muitas coisas para somar, e não para subtrair, porque teve a sorte de crescer cercado de amor".

Ao contrário de outros bebês roubados, que ficaram em posse de agentes ou cúmplices do regime, Guido foi criado com amor, por um casal de camponeses que desconhecia a sua origem.

A presidente publicou fotos do encontro e do abraço que trocaram. "Tive que me segurar para não chorar", contou.

*AFP

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.