Como na Europa?

Carros do Mercosul terão placa unificada em 2016

Em 14 meses, veículos novos no Brasil já devem ter uma placa diferente, mas faltam definições sobre desenho e a implantação

10/09/2014 - 13h07min | Atualizada em 24/10/2014 - 17h01min
Carros do Mercosul terão placa unificada em 2016 Montagem/Divulgação
Denatran não confirma se modelo de placas do Mercosul que circula na internet (à esquerda), similar ao da União Europeia (à direita) é verdadeiro Foto: Montagem / Divulgação  

Dentro de 14 meses, em 2016, os novos veículos de Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela devem começar a receber um novo modelo de placas, único para todos os países do Mercosul. A data foi estipulada em 2012, porém, dois anos depois, ainda são escassas as definições sobre o tema.

Leia as últimas notícias de Zero Hora

As placas devem ter sete ou oito caracteres, com a abreviação da cidade e do país, e a ideia é que todos os países tenham um design parecido, como na União Europeia. Mas ainda não está definido como será feita a substituição das placas dos veículos em circulação, como serão abreviadas as cidades e se o seguro obrigatório também valerá em todos os países, eliminando a Carta Verde, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Aliás, o Denatran também não soube responder se a imagem de uma placa com oito caracteres, que segundo a imprensa argentina teria sido apresentada nas reuniões do Grupo de Trabalho para a Elaboração e Implementação da Patente Mercosul, é verdadeira. Segundo o órgão, a única definição é que serão sete caracteres.

A discussão sobre o assunto iniciou em 2010 com o objetivo de facilitar a circulação entre os países do bloco. No último dia 27 de agosto, o Grupo de Trabalho para a Elaboração e Implementação da Patente Mercosul se reuniu em Buenos Aires para avançar no projeto. Segundo o Itamaraty, foi decidido o modelo da placa, com os aspectos gráficos e os elementos de segurança, mas este projeto ainda deve ser referendado pelo Grupo Mercado Comum para ser oficializado e divulgado. Não há prazo para que isso aconteça.

Segundo a  Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Venezuela e Argentina pressionam para que o processo de troca das placas seja acelerado. Os dois países estão com o sistema de placas praticamente esgotado e pretendem alterar diretamente para o modelo unificado do Mercosul.

*Zero Hora

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.