Rio Grande do Sul

Sancionados aumentos nos salários de governador, vice, secretários e deputados

Ministério Público, Judiciário, Tribunal de Contas do Estado e Defensoria Pública também receberão aumentos

16/01/2015 - 08h14min
Sancionados aumentos nos salários de governador, vice, secretários e deputados Kelly Matos / Rádio Gaúcha/
Aumento foi aprovado em dezembro na Assembleia Legislativa Foto: Kelly Matos / Rádio Gaúcha  

O governador José Ivo Sartori (PMDB) sancionou e promulgou a lei que eleva o próprio salário e os vencimentos de seu vice, secretários de Estado e deputados estaduais. Os reajustes foram aprovados pela Assembleia Legislativa em dezembro passado, sem nenhum voto contrário. A publicação no Diário Oficial do Rio Grande do Sul ocorreu nesta sexta-feira.

Com o aumento dos valores, o governador e os parlamentares passam a receber R$ 25.322,25 — isso significa uma correção de 45,97% para o chefe do Executivo e 26,34% aos deputados. O vice-governador José Paulo Cairoli e os secretários terão vencimentos de R$ 18.991,69 (64,22% de correção). A última revisão do vencimento dos deputados havia sido em 2010. Já governador, vice e secretários tiveram reajuste mais recente em 2008.

Contraditoriamente, a sanção dos aumentos ocorre dias depois da publicação de um decreto cortando despesas, congelando concursos públicos e suspendendo pagamentos de fornecedores cujos débitos são da gestão anterior. A justificativa do decreto é "evitar prejuízos aos serviços públicos essenciais" e possibilitar "a priorização e otimização dos recursos do erário".

Leia todas as últimas notícias de Zero Hora
Rosane de Oliveira: consultoria aponta rombo de R$ 7,1 bilhões

Sartori chegou a consultar deputados aliados sobre a medida, e a maioria deu aval. Isso acaba por enfraquecer o discurso da necessidade de apertar os cintos nos gastos. A consultoria PricewaterhouseCoopers (PwC), contratada pelo Movimento Brasil Competitivo, aponta para um déficit de R$ 7,1 bilhões neste ano.

Pelo menos 4 mil vagas de concursados estão indefinidas

O reajuste também contempla servidores públicos que estão no topo da pirâmide salarial: membros do Judiciário, do Ministério Público, do Tribunal de Contas do Estado e da Defensoria Pública. O governador sancionou a emenda que veda o pagamento de auxílio-moradia por parte da administração do Judiciário a seus membros sem lei estadual que o defina.

Confira como ficam os salários

Governador
Antes: R$ 17.347,14
Agora: R$ 25.322,25
Aumento: 45,97%
Inflação*: 47,47%

Vice-governador
Antes: R$ 11.564,76
Agora: R$ 18.991,69
Aumento: 64,22%
Inflação*: 47,47%

Secretários
Antes: R$ 11.564,76
Agora: R$ 18.991,69
Aumento: 64,22%
Inflação*: 47,47%

Deputados estaduais
Antes: R$ 20.042,34
Agora: R$ 25.322,25
Aumento: 26,34%
Inflação*: 26,05%

*Inflação desde o último reajuste medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPCA)

Zero Hora

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.